quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

EXO-Vaticana (Pt 5): O retorno dos híbridos humanos dos dias de Noé

Petrus Romanus, PROJETO  LÚCIFER, e o surpreendente plano  exo-teológico do Vaticano  para a chegada de um salvador alien.Você  ''pensa que sabe'' o que está vindo por aí ...


PARTE 5: COMO NOS DIAS DE NOÉ 


O RETORNO dos humanos híbridos 

 


 

Em 28 de novembro de 2012, durante a terceira temporada de "Teoria da Conspiração com Jesse Ventura" o programa TruTV olhou para os experimentos híbridos "humano-animal'' que, supostamente, ter ido além do que se imagina, com rumores de que o 'Planeta dos Macacos' da vida real está sendo criado. " [i]

        
         Eles queriam saber se os cientistas haviam secretamente passado dos limites em relação aos experimentos genéticos humano-animal.  O episódio 4 chamado de "Manimal", foi descrito no site de Ventura desta forma: "A ciência fez grandes avanços na pesquisa de drogas e transplante tecnológicos experimentandos em "híbridos quiimeras-humanos / embriões de animais.  

     

Mas esses objetivos aparentemente nobres podem estar encobrindo um propósito muito mais nefasto - a criação de super-soldados metade humano, metade macaco , abrindo o caminho para uma realidade do filme". Um artigo do da agência de notícias Reuters de 9 de novembro de 2009, intitulado " Os cientistas querem Debater sobre animais com genes humanos ", que indicava o quão longe os cientistas estão e quão longe eles pretendem ir com hibridização humana e animal. 


Gigantes Nephilins, os primeiros Hibridos,  na pedra da suméria note Homens lançados e esmagados como cachorros...e jogados ao fogo como lixo humano pelos gigantes da antiguidade.

A notícia começou assim, "Um rato que pode falar? Um macaco com Síndrome de Down? Cães com mãos humanas ou nos pés? Cientistas britânicos querem saber se essas experiências são aceitáveis, "[ii] , em seguida, continuou com as revelações que os cientistas dentro Grã-Bretanha estão a confortável experiencia até agora de até 50/50 de integração animal-humano. O artigo deu a entender que toda as pesquisas atualmente em projeto são mantidas em nível embrionário, e que monstruosidades completamente maduras (como a criatura no filme de 2010, Splice ) estão silenciosamente em estudo.
Cena do filme "Splice"

Assistir O Filme Splice – A Nova Espécie – Dublado

Capa - Splice – A Nova Espécie
Sinopse: Clive e Elsa são dois brilhantes cientistas especializados na combinação de DNA e se dedicam a criar espécies híbridas de animais para um laboratório farmacêutico. Depois do suceddo de seu ultimo experimento, decidem em segredo dar um passo mais adiante e usar DNA humano para a criação de um novo ser que os ajude a revolucionar a medicina moderna. Mas a espécie resultante é muito mais que uma nova escala na árvore evolutiva: uma surpreendente criatura que excede seus sonhos mais ambiciosos.

Assistir Filme Online Splice – A Nova Espécie – Dublado

Para assistir clique em ” Close Ad and Watch as Free User” e depois  ”Start video now
               

               

            Não demorou muito para supor se o artigo da Reuters foi simplesmente especulação ou se de fato os cientistas já estão experimentando criações humano-animal além do estágio embrionário. Em julho de 2011, a Academia britânica de Ciências Médicas (AMS) admitiu em um relatório de 148 páginas de como a ciência está avançando tão rapidamente e que está sendo realizado em tantos laboratórios ao redor do mundo sem supervisão adequada, que uma comissão internacional de regulamentação é uma necessidade urgente para supervisionar a criação dessas partes humanas parte animal, parte-sintéticas(quimeras). Curiosamente, a AMS não liga para a proibição da ciência, mas sim um corpo de supervisão internacional em que a ciência possa plena e oficialmente proceder. Nayt, em sua análise que considerou "a pesquisa que envolva a introdução de seqüência de DNA humano em animais, ou a mistura de células humanas e animais ou tecidos, para criar entidades que chamamos de "Animais Contendo Material Humano" (ACHM)[iii]Ele, então, confessou: "Essas abordagens são de longa data, e milhares  de diferentes ACHM foram usados ​​na pesquisa biomédica, no entanto, eles têm recebido relativamente pouca discussão da sociedade." [iv] Que seres do tipo que os principais cientistas da Grã-Bretanha conhecem ou suspeitam secretamente em seus estudos? Apartir da síntese do seu trabalho, encontramos:
  • Modificação extensa do cérebro de um animal, por implante de células derivadas, que pode resultar na capacidade cognitiva alterada aproximando da 'consciência' humana ou "sensibilidade" ou "humanóides" com capacidades comportamentais.
  • Situações onde funcionais gametas humanos (óvulos, espermatozóides) pode desenvolver apartir de precursores do tipos de células de um animal, e onde a fecundação entre gametas humanos e animais pode então ocorrer [sim amigos Apocalinkianos, estamos falando aqui de animais que podem conceber apartir de esperma humano e originar nascimentos  de humanos-animais].
  • Modificações celulares ou genéticas que podem resultar em animais com aspectos de aparência humanóide (tipo de pele, membro ou estrutura facial) ou características, tais como a fala [em outras palavras, Nephilins][v]
Apenas um dia depois da Academia de Ciências Médicas colocar em circulação este relatório, o popular Mail online,  do Reino Unido publicou uma reportagem detalhando como em apenas um exemplo isolado (de possivelmente dezenas de milhares):
''Cientistas criaram mais de 150 embriões híbridos humano-animal em laboratórios britânicos. Os híbridos foram produzidos secretamente nos últimos três anos, os investigadores procuram possíveis curas para uma ampla gama de doenças. A revelação veio apenas um dia depois de um comitê de cientistas advertirem sobre um 'Planeta dos Macacos',  um cenário de pesadelo  em que o trabalho em criações humano-animal  esta indolonge  demais.'' [vi]

Enquanto tais quimeras são supostamente destruídas em nível embrionário, os especialistas envolvidos no campoa destes experiementos que foram entrevistados pela Reuters admitiram que "alguns cientistas em alguns lugares querem ultrapassar os limites". [vii] Em outras palavras, há mais prováveis  criaturas semelhantes as do filme ​​Splice sendo configuradas em laboratórios neste momento, em locais que estes cientistas deixaram de mencionar. Martin Bobrow, professor de genética médica da Universidade de Cambridge deu a entender por que este é o caso: "Há toda uma série de novas técnicas científicas que tornam não só mais fácil , mas também mais importante para tornar capaz de fazer essas experiências de inter-espécies " [ ênfase adicionada]. [viii] Um lugar onde os pesquisadores podem já ter considerado essa pesquisa como tão "importante" que justifique ultrapassar esses "limites" que os cientistas britânicos aludem, é a Yerkes National Primate Research Center da Universidade de Emory, na Geórgia ( originalmente localizado em Orange Park, Flórida). Ele é um dos oito centros nacionais de pesquisa de primatas financiado pelos Institutos Nacionais de Saúde, os quais têm mostrado interesse em combinar animal e genética humana para criarem uma nova espécie. O Discovery Channel em 27 de março de 1998 (em um episódio de Mistérios da História) discutiu um relatório do Dr. Gordon Gallup, um psicólogo da Universidade de Albany, no Centro de Pesquisa de Yerkes National Primate em que ele confessou "um híbrido humano-chimpanzé teve êxito foi engendrado e nasceu [no centro], mas foi destruído pelos cientistas logo depois. " [ix] Isto não é nenhuma surpresa, pois os professores da Emory, incluindo o rabino Michael Broyde argumentaram muito recentemente que a lei judaica iria apoiar humanos animalizados por tanto tempo em que a tecnologia possa produzir pessoas superiores. Em um 07 de outubro de 2011 artigo no site da Universidade, Broyde diz:
Engenharia genética (EG), em que as características de diferentes indivíduos, ou de animais, são combinados, já tem resultado em combinações surpreendentes ... A Lei judaica apoiaria semelhante o quimerismo humano-humano intencional, no qual o material embrionário de dois fetos é misturado, ou humano-animal ou quimerismo, em que as células de um ser humano são misturadas com células de outro mamífero....processos e tecnologias que resultam em crianças saudáveis, ou mais saudáveis,  são intrinsecamente bons e deve ser abraçados, não temidos. [x]
Professor Broyde está correto em afirmar que alterar geneticamente "os traços de diferentes indivíduos ... resultou em combinações surpreendentes." Na verdade, o primeiros seres humanos conhecidos e geneticamente alterados nasceram ha mais de uma década, como resultado de um programa experimental do Instituto de Medicina Reprodutiva e Ciência de São Barnabé, em Nova Jersey. Um artigo na época explicou parte da pesquisa, dizendo: "Os bebês nasceram de mulheres que tiveram problemas para conceber. Genes adicionais a partir de um doador do sexo feminino, foram inseridos os seus ovos antes de terem sido fertilizados, em uma tentativa para que possam conceber. Testes de impressão digital genética em duas crianças de um ano de idade confirmam que ela herdou o DNA de três adultos e duas mulheres e um homem ". [xi] Com relação a esses experimentos, Dr. Joseph Mercola,  disse algo muito importante:
Hoje, essas crianças estão no início da adolescência, e enquanto as reivindicações do estudo original foi este  "o primeiro caso de modificação da linha germinal humana genética que resulta em crianças saudáveis ​​normais", mais tarde relatórios colocaram tais reivindicações de sucesso absoluto em dúvida [ou seja, nem todas os crianças geneticamente modificadas eram necessariamente saudáveis]. Ainda assim, em 2001, os autores pareciam pensar que tinha tudo sob controle, afirmando:

"Estes são os primeiros casos relatados de germinativas modificação genéticas mtDNA, que levaram à herança de duas populações de mtDNA nas crianças resultantes do transplante ooplasmic. Estas impressões digitais mtDNA demonstraram que as mitocôndrias transferidas podem ser replicadas e mantidas na prole, sendo, por conseguinte, uma modificação genética sem potencialmente alterar a função mitocondrial. "
Dr. Mercola continua: "É relevante entender que estas crianças herdaram extra genes de duas mulheres e um homem, e serão capazes de passar este conjunto extra de traços genéticos de sua própria prole. Uma das considerações mais chocantes aqui é que isso foi feito repetidamente,mesmo que ninguém saiba o que as ramificações de se ter os traços genéticos de três pais pode ser para o indivíduo, ou de sua prole subseqüente. Com base no que eu aprendi sobre a engenharia genética de plantas, eu estou inclinado a dizer que as ramificações podem ser potencialmente vastas, horrendas, e completamente inesperadas. " [xii]
Para aqueles que são inclinados a acreditarem que o surpreendente relatório acima foi um incidente isolado, cientistas britânicos repetiram os mesmos experimentos em 2008, e em 2012, o Oregon Health & Sciences University (OHSU) realizou pesquisa semelhante destinada a produzir geneticamente super-bebês.[xiii] No entanto, independentemente de quantas vezes esta e outras formas de ajustes genéticos humanos têm sido secretamente realizados fora da revisão pública ou do Congresso (a precedência histórica sugere isso muitas e muitas vezes), é importante entender como a engenharia genética germinativa como foi usada neste exemplo,  onde 30 crianças geneticamente modificadas foram criadas reflete e muito o modus operandi que os anjos caídos usaram    ​​com     os      Nephilim     para     introduzirem modificações hereditárias    ao     genótipo      humano   que 


deram à luz, literalmente a todo o mundo para as mudanças no pool de genes através da propagação natural. Preocupações do Dr. Mercola são, portanto, altamente apropriadas em que os modelos atuais da GE em seres humanos carregam o mesmo potencial de quando "toda a carne" foi corrompida no Antigo Testamento, e teve que ser destruída por Deus. Como resultado, a engenharia de células germinativas é considerada por alguns bioeticistas conservadores como o mais perigoso aprimoramento humano-tecnologico, como ela tem o poder de realmente montar a própria natureza da humanidade em pós-humanos, alterando cada célula de um embrião e levando a modificações transmissíveis estendendo a todos as gerações seguintes. O debate sobre a engenharia de células germinativas é, portanto, mais crítico, porque, como alterações na descendência genética são postas em movimento, o genótipo e fenótipo (natureza, constituição física e comportamento) da humanidade será alterado sem esperança de reversão, assim, permanentemente remodelando o futuro da humanidade. Apesar disso, de acordo com "especialistas em ética", como o Professor Julian Savulescu da Oxford University, não só nós temos "obrigação moral" de projetar tais pessoas, mas embriões que não cumprem certos melhoramentos genéticos no futuro não devem ser autorizados a viver . [xiv] Dr. Richard Seed, um físico em Chicago foi mais longe, advertindo qualquer um que tenha planos de estar no caminho desse sonho,  que eles tenham que repensar melhor as sua oposições: "Nós estamos a caminho de nos tornar-mos deuses. Se você não gostar, saia. Você não pode  contribuir, você não tem de participar, mas se você estiver indo interferir no processo de como me tornar um deus, você vai ter problemas. Haverá guerra. " [xv] Professores de Sementes e Savulescu não estão sozinho em suas fortes crenças. Dr. Gregory Stock, um defensor respeitado em tecnologia germinativa sustenta que o homem não só tem uma responsabilidade moral de "melhorar" o genótipo humano, mas a nova tecnologia poderosa agora está a nossa disposição para transcender as limitações biológicas existentes, está formando os esquemas de transumanismos inevitáveis, ​​se não iminentes. "Nós gastamos bilhões de dólares para desvendar a nossa biologia, não por curiosidade, mas na esperança de melhorar nossas vidas. Não vamos afastar-nos isso ", diz ele. Em outros lugares, Stock admite, porém, que isso poderia levar a "grupos de super-humanos geneticamente melhorados que dominarão, se não nos escravizarem." [xvi]

Assim, como um exército de "homems-macaco" estava nos planos de Ilya Ivanov, sob ditador soviético Joseph Stalin [xvii] na primeira parte do século XX, onde Adolf Hitler instruiu Josef Mengele a realizar experimentos horríveis em seres humanos vivos em campos de concentração para testar as suas teorias genéticas , nos EUA, onde até a década de 1970 mais de 60 mil americanos foram esterilizados depois de serem considerados de estoque genético inferior, o sonho de um dia fazer avançar o próximo passo na evolução humana por meio de engenharia do homo-superior sempre teve seus campeões. A diferença  ultimamente tem sido dos visionários frankensteinianos que não tinham habilidades biotecnológicas e a vontade do público para permitir a "engenharia genética e neurológica em larga escala em nós mesmos." [xviii] Hoje, isso mudou, a tecnologia chegou, e a vontade de um nova forma de nascimento do homem tem pelo menos entrado em seu estado nascente, não secretamente avançou completamente. Mesmo as Olimpíadas recente ressaltaram esta ciência, apontando o espectro de seres humanos clandestinamente modificados. O desempenho sobre-humano da nadadora chinêsa Ye Shiwen levou John Leonard, diretor da Associação Mundial de Treinadores de natação, para descrever a menina de  16 anos e seu feito mundial  definido como "suspeito", "preocupante" e "inacreditável". Autoridades que testaram Ye Shiwen por abuso de drogas também deveriam ter verificado se "se há algo incomum acontecendo em termos de manipulação genética", disse ele. [xix] Dr. Ted Friedmann, presidente do painel de genética da Agência Mundial Anti-Doping , concordou, dizendo que "não ficaria surpreso com tudo isso  'se melhoramentos genéticos não estavam sendo secretamente utilizado em seres humanos. [xx](NA OPINIÃO DO APOCALINK O DOPING GENÉTICO AINDA É INDETECTÁVEL)
Em outras palavras, O distópico "Admirável Mundo Novo" de Aldous Huxley já está aparecendo demais no radar do público. Diagnóstico pré-natal humano, a seleção genomas fetais, e crianças protótipos eram apenas as primeiras rachaduras na barragem que estava segurando estas mudanças incrementadas no reservatório genético humano deste século, e os especialistas estão agora admitindo. 

Academia de Ciências Médicas mencionada anteriormente, o seu corpo de ciêntistas são muito astutos e que mais recentemente se juntaram à British Academy, a Academia Real de Engenharia e da Sociedade Real para produzirem um estudo conjunto mais restrito em 2012 com o título: "aprimoramento humano e do futuro do trabalho "Em que eles documentaram a tendência alarmante que visa aumentar os dotes humanos tanto cognitivamente e fisicamente. Neste novo estudo, a equipe de colaboração tem sérias preocupações sobre a crescente "Era híbrida" como já tendo começado e em que a chegada de uma nova forma de homem está no horizonte. Que novas raças de hominídeos eles prevêem? Um exemplo da página 26 do seu trabalho destaca como as pessoas podem ser projetadas para terem qualidades serpentinas:


''Os participantes discutiram como estes tipos de técnicas podem em uma futura investigação ajudar na extensão do alcance da visão humana para incluir comprimentos de onda adicionais. Existem exemplos em animais, tais como cobras que podem detectar comprimentos de onda de infravermelho, o que pode proporcionar uma fonte de pesquisa para o desenvolvimento de abordagens que podem ser utilizadas em seres humanos. As aplicações potenciais poderiam ser previstas no serviço militar, mas também em outro emprego, de vigias noturnos, inspetores de segurança, Gamekeepers, etc, incluindo a possibilidade de visão melhorada à noite. ''[xxi]

Para assegurar ao homem-cobra do futuro não só enxergará no escuro, mas será devidamente conectado às redes finais que eles vão servir, os iminentes réptil-humanos também terão melhorias Borg, como melhorias "físicas e digitais, como implantes cibernéticos e avançadas máquinas e interfaces  tecnologicas ", segundo o estudo.[xxii]
Sempre que estes autores falam sobre o assunto do transhumanismo e a iminente  ERA do "aprimoramento humano", as pessoas ficam surpresas ao saber as muitas maneiras em que o governo dos Estados Unidos forneceu dinheiro dos contribuintes para instituições como a Faculdade de Direito Case (Cleveland, Ohio) para desenvolver as diretrizes atuais que serão utilizadas para a criação do governo e das políticas públicas em torno do próximo passo na evolução humana através da alteração genética. Maxwell Mehlman, o professor de bioética da Faculdade de Medicina, recebeu cerca de um milhão de dólares, não muito tempo atrás, para liderar uma equipe de professores de direito, médicos e bioeticistas sobre um projeto de dois anos para desenvolver padrões para testes em seres humanos em pesquisa que envolva o uso de tecnologias genéticas para melhorar os indivíduos "normais''[xxiii] Após o estudo inicial, Mehlman começou a viajar aos Estados Unidos oferecendo duas palestras em universidades: "A evolução Dirigida: Políticas Públicas e Valorização Humana" e "Transhumanismo e o Futuro da Democracia". Essas palestras são projetadas para informar e persuadir os estudantes universitários sobre a necessidade da sociedade compreender como os campos emergentes da ciência já puseram em marcha o que alguns estão chamando de" Idade do híbrido(ou ERA HÍBRIDA) ", um tempo em que o  significado  de ser humano será mudado para sempre.
É revelador que muitos desses tecnocratas admitam serem influenciados pelas obras de homens como Friedrich Nietzsche (de quem a frase "Deus está morto" deriva) e Goethe, autor de Fausto . Nietzsche foi o autor da Ü bermensch ou "Overman", que Adolf Hitler sonhava em que a engenharia, e a "entidade" mudaria o homem, e de acordo com Nietzsche, eventualmente, evoluir como os antigos Vigilantes, antes deles, o sonho transumanistas de dar vida ao Übermensch de Nietzsche pela remanufatura de homens com animais, plantas e outras formas de vida sintéticas por meio de, entre outras coisas, o uso de tecnologia de recombinação DNA, engenharia de células germinativas, e os transgênicos, em que a estrutura genética de uma espécie é alterada pela transferência de genes a partir de uma outra. Enquanto nos Estados Unidos, George W. Bush, uma vez convocou a legislação a "proibir ... criação de híbridos humano-animais, ou comprar, vender ou o patenteamento de embriões humanos," [xxiv] a perspectiva de seres humanos animalizados "é um assunto de discussão séria em certos círculos científicos ", escreve o conselheiro sênior para o Fundo de Defesa, Joseph Infranco. "Estamos bem além da ficção científica de híbridos atormentados de HG Wells na Ilha do Doutor Moreau(Assista o filme logo abaixo) , estamos em um momento em que os cientistas estão pensando seriamente a criação de híbridos humano-animais ". [xxv] 

A ilha do Dr.Moreau- Dublado Filme Completo parte1/5

            
Leon Kass, diz isso melhor na introdução de seu livro, Vida, Liberdade e Defesa da Dignidade: Os Desafios da Bioética :
''A própria natureza humana encontra-se na mesa de operação, pronta para ser alterada, pelo ''reforço'' eugênico e psíquico, para um redesenhamento por atacado. Em laboratórios de ponta, acadêmicos e industriais, novos criadores estão confiantes,  acumulando os seus poderes e silenciosamente aprimorando suas habilidades, enquanto na rua os seus evangelistas [transumanistas] estão zelosamente profetizando um futuro pós-humano. Para quem se preocupa com a preservação de nossa humanidade, chegou a hora de prestar mais atenção.'' [xxvi]

Mesmo assim, a partir daqui , nesta série, as coisas começam a ficar realmente interessante.
Então achou tudo isso uma maluquice sem tamanho?Aí bem na tua cara, na tua tv, em teu lar:

A série "Clones de Estimação", que estreia no canal Animal Planet , acompanha a jornada de famílias obcecadas por reproduzir seus animais depois que eles morrem. 


Cachorros em cena da nova série "Clones de Estimação"
Cachorros clonado em cena na nova série "Clones de Estimação"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.