segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Olavo de Carvalho: O Palhaço-Mór da América Católica



A príncipio ele parece um "corôa sabido e simpático", aquele tipo de senhor que daria gosto ao jovem branco "universitário" classe média (que cresceu com o televisor ligado e que no futuro pretenda honrar seu diploma e mentalidade acadêmcia através de um " bom emprego"), ter como pai de sua esposa ou "Sogro" e assim travar longos e polêmicos debates digestivos após o "almoço de domingo".





Despojado e "brincalhão", Olavo de Carvalho é vendido para o mundo com o apoio de congolomerados como a editora Abril, também via youtube e internet, em "inglês" e português como um "filósofo", "jornalista", "escritor" e "pensador" que "alerta" as pessoas do Brasil, principalmente da classe média "old-school" e os jovens, sobre as "mazelas" do atual governo e as peripécias da Nova Ordem Mundial, entre outros temas que sua postura deixa claro que, "ninguém entende melhor do que ele".

Nascido no ano de 1947 na cidade de Campinas no estado de São Paulo, Olavo faz parte daquela geração de senhores que se acostumou com a mentira e com a contradição, como se essas fossem a "alma da filosofia", uma necessidade intríseca a realidade de todos os seres humanos e ao equilíbrio da sociedade pirâmidal, da qual pessoas como ele parecem crer e afirmar que: "jamais poderemos estar livres".

Olavo representa Aquela geração de senhores que quando chegavam entre os 12 e 15 anos de idade, o pai levava no puteiro para perder a virgindade e assim garantir que seu filho seria um "herdeiro" da espécie "macho" e jamais "viado", "marica", "bixa-loca". Aquela geração de senhores que achavam mais do que normal o sujeito ter amantes em segredo enquanto que para a sociedade, exigisse uma mulher "virgem", "pura" e fiel para contrair matrimônio e constituir família. Aquela geração de senhores que condenavam o aborto para suas mulheres, mas admitiam para suas empregadas domésticas, babás de suas crianças ou para suas filhas, dependendo de quem essas tivessem engravidado. Senhores que em segredo com seus colegas e amigos, acreditavam necessitar e se permitiam entregar-se aos exageros de rituais mundanos, para depois em público sustentar discursos católicos, pró tradição, família e propriedade e aos domingos se confessar na orelha de um padre da paróquia do bairro e crer que isso é "moral" e "bons costumes".

Depois de ser saudado pela nata da crítica "intelectual" e literária brasileira, que inclui gente do "cacife" de Arnaldo Jabor e José Sarney (lacaios da rede globo e da Chevron, baluartes da desinformação) Olavo também ganhou popularidade através de sua obra que diz tratar da "defesa da interioridade humana ante a ditadura da autoridade coletiva" e mais que tudo graças aos seus depoimentos, entrevistas, polêmicas e opiniões, postadas em seu canal do youtube, onde com "bom humor" e sempre um cigarrinho em riste, afirma e defende a mentalidade católica de direita, enquanto ataca e deprecia a mentalidade socialista de esquerda, como se a realidade de um intelecto estivesse cármicamente fadado a apenas duas possibilidades e mais nada. Como se para o "Bem" existir" o "mal" devesse ser combatido. Como se para uma Verdade valer, o seu antônimo não pudesse existir.

É possível que esse texto não estivesse sendo por mim escrito se semana passada, não tivesse ocorrido um evento que me fez questionar a "famosidade", a coerência e a popularidade do até então para mim desconhecido "eugenista Olavo" e a mentalidade do público da velha classe média brasileira que lhe "planta louros e auréolas" chamando o mesmo de "professor" enquanto advogam para ele, agredindo aqueles que dele "descordam".

Eu havia assinado para receber suas postagens no facebook e em uma delas, onde ele fazia campanha a favor de um padre da igreja católica (que está sendo rechaçado pelo governo ou por pessoas de mentalidade esquerdista, não me lembro bem) Teci um comentário e iniciei uma discussão com um dos "adoradores" de Olavo, que além de me depreciar como "pensador" (assim entre aspas) e xingar com palavras de baixo calão que tinham a clara intenção de me humilhar e intimidar, afirmava que pessoas como "eu" e com minha forma de pensar deveriam ser COMBATIDAS.

A discussão seguiu entre comentários, opiniões, idéias em perspectivas e argumentações minhas, do sujeito que havia me agredido e de outras pessoas, a maioria católicos ou mentalmente doutrinados por religião, quase sempre sem conhecimentos de história, que também se manifestavam contra ou a favor de um ou de outro.

Grande foi a minha supresa quando, enquanto estava escrevendo uma resposta na área que o Facebook destina aos comentários dos leitores de uma postagem, o próprio Olavo laconicamente fez um comentário onde dizia: "Hora da Faxina". (Não pude deixar de pensar no processo de dedetização de seres humanos que os governos sociais democratas do estado de SP, realizaram na região conhecida como cracolândia no intuito de acabar com o tráfico e consumo de drogas naquela região). Vale lembrar que Olavo de Carvalho não participou da discussão e debate de idéias, não teceu sequer um argumento, apenas entrou na hora em que julgou "necessário" e como "mediador" atuou me bloqueando ou como ele afirma: "FAXINANDO, "higienizando" seu perfil na rede de relacionamentos virtuais, de "pensadores" como "eu" e censurando meu direito de resposta em sua página de comentários, me vetando o acesso aos comentários, direito de participação e de resposta, mantendo ali somente aqueles que apoiavam, "concordavam" e "elogiavam".

Desde então eu resolvi dar uma atenção maior para seu "vlog" no youtube, suas entrevistas, opiniões e comecei a reparar na qualidade de seus ouvintes e claro, na argumentação de Olavo.




Não se pode negar que Olavo de Carvalho é um sujeito inteligente, perspicaz, que tem um bom reflexo cerebral e intelectual, alguns conhecimentos básicos, boa oratória e retórica e mais que tudo um discurso que agrada e muito o senhor Civita, dono da Editora Abril. Além disso é fato que Olavo entrou em contato de maneira superficial com os temas referentes a Nova Ordem Mundial e os planos das elites para o futuro do planeta Terra.

Mas fez isso da mesma maneira que um viciado se informa sobre drogas para ter a consciência de que elas fazem mal, mas convencido de que, se usadas com moderação e sapiência (que "lhe sobram"), podem ser um grande parque de diversões químicos e enrriquecedores para o cérebro, auto conhecimento e a sensibilidade.







Olavo é a perfeita marionete das estruturas que crítica e é papel preponderante nos projetos da direita mundial no que tange a CRIMINALIZAÇÃO DA POBREZA, masturbando sempre os problemas sem jamais tratar de soluções. 

Mais do que Vítima do Sistema é vítima de seu próprio encarceramento cerebral e sensibilidade viciada, de seu desconhecimento a respeito de diversos temas que aborda sem profundidade e que crê "dominar" e assim crê graças ao baixíssimo nivel intelectual e intuitivo do público que o assiste e até certo ponto o idolatra com "gargalhadas" forçosas concordantes, admiradas a cada comentário com tendências cómicas (que quase sempre "morrem na praia" antes de se tornarem projetos de "piadas") por ele feito.

Mais do que isso Olavo é refém da necessidade do narcisismo de ser visto como alguém "genial", de estar comprometido com o atual sistema, com a "moral" e "religião", não consegue raciocinar fora de seu parco "quadrado mental", livre de opiniões e expectativas que deve ter carregado consigo a vida toda.

É daquelas pessoas que acredita nas "boas intenções" da igreja, na infalibilidade bíblica, na "santidade" daquele que apóia e respeita como "papa", nos dogmas da comunidade científica sem desconfiar que esses possam ser grandes mentirosos em nome da doutrinação das massas.

Diz Olavinho que: "A teologia é a única ciência que tem um discurso racional até o fim".

"Olavo de Carvalho confirma a infiltração da KGB e dos Illuminati na Igreja Católica e a tão sonhada e desejada eleição do papa deles. Fala também sobre o envolvimento do papa Bento XVI com a elite globalista, os Bildebergs, os illuminatis etc... Portanto, para aqueles que têm mais dificuldade de compreensão, vou explicar direitinho: Se esse senhor é da elite globalista e illuminati, ele é, portanto, o Papa dos globalistas e illuminatis. 2 + 2 = 4 ; deu pra entender agora ou precisa desenhar ?! É simples..."

Afirma ele que homosexualidade e pedofilía estão intimamente relacionados e não podem existir um sem o outro. Afirma também que os casos de pedofilia na igreja católica acontecem apenas de algumas décadas para cá, graças a uma "inflitração socialista comunista" que começou no vaticano durante a época da guerra fria e "continua até hoje".

Olavo parece desconhecer, ou simplesmente não levar em consideração os rituais de sacrifício, invocação de distintas entidades e outras atividades que sempre foram banidas do conhecimento público e praticadas de maneiras assídua e secretas dentro do vaticano e casas reais e que quando conhecidas e estudadas, dão uma melhor compreensão do por que existem guerras, por que o mundo é como é (controlado por tão poucos) e por que tanto o celibato como a pedofilia ou o casamento entre pessoas de uma mesma linhagem sanguínea e familiar, são práticas milenares comuns e necessárias para a manutenção dessas entidades por detrás dessas estruturas sociais e as diferentes sociedades secretas que disputam seu poder e as controlam.

O fato é que para qualquer um que tenha estudado um pouco fora das doutrinações acadêmicas, fica claro o trabalho de Olavo de Carvalho como DESINFORMADOR. Esses desinformadores, assim como o próprio Olavo, tem como tática subestimar e tentar desmerecer o comentário de diferentes pessoas anônimas que escrevem questionando. Não é raro ver Olavo afirmando que:"elas não tem estudo para discutir com ele", assim como vê-lo xingar e agredir de maneira sutil, gratuíta e ou raivosa, pessoas populares anônimas ou famosas, que vão desde o o ex presidente Lula até o facínora Bispo Edir Macedo, claramente sem atingir o efeito desejado mas alimentando o ódio e a ignorância dos acadêmicos da classe média de mentalidade neo-nazi pró valores republicanos neo liberais americanos. Gente que alimenta seu intelecto via "Editora Abril" e imprensa parcial, a qual ele tão bem representa e simplificam como "direita".

Depois de toda essa dedicação e pesquisa a respeito das opiniões que vomita e do pensamento de Olavo expresso via internet, pude entender por que fuma tanto e por que, apesar do sorriso e da sensibilidade poética é um sujeito tão agoniado, com o "complexo de superioridade". 

A mentalidade a qual nutre e defende Olavo é a mesma mentalidade sofismática que permitiu a mentira dominar todas as estruturas de nosso planeta e por isso ele se sente tão "seguro" de que seus discursos podem ser sustentados sem cair no ridículo que tão bem enxerga nos outros. A segurança prepotente que seus modos revelam confirma que ele realmente acredita que, seu "raciocínio" e "pensamentos", são ou estão próximos a "Verdade". Sem desconfiar que enquanto busca a popularidade e simpatia de seu público de ignorantes, doutrinados no estilo de vida da classe média e católicos idólatras, se afunda em contradições e vulgaridades.

O público universitário que idolatra ou admira Olavo é proprietário da mesma burrice que ele alega ser a mentalidade de seus críticos e da qual crê estar livre.

Além disso, me chamou atenção o fato de Olavo encher a boca para criticar e "alertar" as pessoas sobre os planos da Nova Ordem Mundial, dos Bilderbergs, da "maçonaria" e etc e depois escrever artigos para veículos de comunicação altamente comprometidos, partidários e comprados por esses "amos do mundo", entre eles a Folha de São Paulo e o Diário do Comércio.


Afirmações verdadeiras como: "Os Intelectuais não podem salvar o Mundo", se mesclam com declarações depreciativas e taxativas desde um ponto de vista pessmista como: "Sociedade Justa Não Existe" (isso não quer dizer que não se pode criá-las) ou ataques de chiliques intelectuais sosfismáticos quando questionado sobre temas como o "tabagismo" ou a alimentação carnívora e vegetarianismo, provam que apesar da capacidade de sedução, carisma e oratória, Olavo de Carvalho é em verdade um poço de ignorância espiritual e existêncial, um baú profundo de repetições acadêmicas e desconhecimento da essência humana e divina que até aqui nos trouxe. Um "coroinha" da direita e do materialismo científico com patrocínio das Famílias Civita, Marinho, Saad, Academia Brasileira de Letras e toda a corja da comunicação brasileira.


Para mim em particular o ápice de suas desinformações e aura patética, se deram quando quis comparar a agressão aos seres vivos e ao meio ambiente, desencadeadas pela indústria pró carnívora (que polui mais que a indústria de automóveis e fábricas), imitando um tomate agonizando pedindo "pelo amor de deus" para não ser comido por um possível vegetariano, enquanto seu ouvinte parecia ter um "orgasmo forçado e fingido de risos amarelos" defendendo a presença de "crucifixos" em repartições públicas.



Apesar de "inteligente", O nível de sensibilidade e "sêmancol" desse senhor é algo tão grosseiro que talvez não veja diferença ou até mesmo desconheça as condições em que são criados e mantidos animais em regime de abate para a alimentação humana e a influência desses nas células e estruturas vibratórias de nossa raça e a simplicidade de se ingerir os frutos disponíveis na terra sem ter de derramar sangue. 
Talvez não passe por sua cabeça que a adequação ao regime vegetariano seja um dos pontos de câmbios necessários mais fortes e coerentes com a distribuição dos alimentos de nosso planeta, equilíbrio da cadeia alimentar e fim da Indústria da fome, que ele com seu discurso e desaberes ajuda a prosperar.

Um senhor que conta vantagem de jamais ter tido câncer e fumar de 3 a 4 maços de cigarro por dia e que tem entre seus amigos "médicos" desinformadores globais como Dráuzio Varella, seguramente que não tem como forte o conhecimento, a sensibilidade e a felicidade. Não por que fume, mas apenas por não fazer idéia do que faz uma pessoa fumar tanto.

Esse é o resultado de 2 mil anos de mentiras bíblicas e filosofias ocidentais impressas em livros. Pessoas de talento e sensibilidade que sucateiam o processo da saúde, da diciplina, da espiritualidade, da liberdade de expressão, do amor aos seres vivos e do comprometimento com a VERDADE em nome da Ego esclerose vivída através de tecnologias de comunicação e galardões acadêmicos patrocinados por uma elite da mídia oligarca. Olavo é o expoente intelectual da Cultura que cria seres que acreditam ser impossível viver fora de um sistema que priorize "mercados".

Olavo de Carvalho é aquele típico caipira católico, recheado de medos e de culpas (camuflados de "valores"), que jamais admite para si mesmo e para o mundo ser e ter esses medos e essa culpas travestidas de "valores".

Olavo é aquele cara, que como a grande maioria de seus contemporâneos acadêmicos, anabolizou o cérebro as custas de atrofiar os chakras cardíacos e plexo solar e crê que "evolução" é uma conta bancária com direito a "elogios" e ingressos para os "playgrounds-sensitivos" terrestres e mentais, do "american way of life".

Claro que nada disso seria possível sem o apoio da grande turba de ignorantes que sem jamais raciocinar ou  discutir com "Olavinho", lota igrejas, paga impostos, frequenta universidades, vai as ruas "protestar" e faz questão de contribuir aos "diz-que-me-disse" das grandes imprensas e fazer parte de um sistema político e de consumo, sustentado por famílias assassinas que controlam as comunicações e o mundo e que ao longo do tempo e na realidade de uma maneira geral, a experiência já comprovou ser essencialmente um sistema mentiroso, corrupto e mesquinho, não por "acidente" mas de propósito.

Olavo de Carvalho e sua filosofia de almanaque neo liberal religioso, são grandes baluartes da desinformação, que permitem ao homem comum existir exilado de sua essência espiritual, nutrindo opiniões e exercendo "aplausos" aos pensamentos e a filosofía dos outros, sem jamais desenvolver as próprias, escutando a si mesmo e assim conceber a Verdade que vem de dentro e não precisa de "seminário de filosofia" nem de "mídia" para retumbar.

Maquiado de pensador e filósofo católico, Olavo é apenas mais um soldado do exército da imbecilidade materialista e filosófica de caráter neo religioso quase sem sentido e pró mercado, que trata a Verdade de maneira relativista, abstrata e hipotética, adiando a emancipação do nosso planeta e de nossos campos sensitivos e psíquicos aos planos materiais da justiça e da Verdade. 

Seus discursos e conclusões existem para manter os mesmos poderosos de sempre no poder, para afirmar a pobreza e perpetuar a desigualdade social entre os homens, para que os fortes jamais tenha de dar exemplos e sejam priorizados para ser cada dia mais fortes enquanto os fracos, sejam cada dia mais medrosos e mais fracos, graças ao sistema de ridicularização, que ele (e a maioria de seus colegas acadêmicos e empresários) tão bem utilizam no processo de doutrinação mental, masturbação intelectual e DESINFORMAÇÃO, que chamam de "Educação" e "formação", que cria e mantém os dogmas que impedem as pessoas de construir um mundo melhor e mais justo, livre de estruturas essencialmente corruptas e mentirosas.

Por isso durante esse texto, postei alguns depoimentos feitos pelo próprio Olavo de Carvalho em seu canal personal, mas aconselho que meus leitores realizem suas próprias pesquisas. Para que mais do que compartir de minha opinião, intuição, percepção e sensibilidade a respeito dele e de seu "trabalho", avaliem através de sua própria clareza o que considero a farsa que está por detrás do sucesso de gente limitada e pequena com "ares de "gênio" e "intelectualidade", que com o tempo ascendem a pirâmide social, sem jamais realizar sua real e significativa contribuição ao caos, que em vão, através de discursos e não de EXEMPLOS, pretende organizar.

Olavo  de Carvalho não difere quase nada de nossos políticos, banqueiros e donos de mídia. 

É um bufão no baile de máscara dos sionistas, formando os artífices do preconceito, da desinformação, da intolerância, da mentalidade retrógrada e da imbecilidade religiosa, que necessita sempre desunir para controlar e prosperar.

Eu desejo do fundo de meu coração que: Deus abençoe e de mais do que clareza intelectual, paz de espírito ao Olavo de Carvalho e seu público de universitários, repetidores, católicos sem senso crítico, "coroinhas" sem senso de ridículo, "homens de bem", artífices das "massas cheirosas", leitores e espectadores.

Que todos eles tenham um suave despertar, quando o pesadelo para o qual vivem e contra o qual "lutam", se acabar.
Por : Ruy Mendes

3 comentários:

  1. Concordo com tudo aqui exposto sobre Olavo de Carvalho....Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Oi Fernando,

    Nem tudo o que você escreveu está correto, pois o Olavo "reelabora" suas afirmações e faz correções posteriores. Ele mesmo admite que comete erros ao falar sobre um tema e depois, examina com calma e os corrige. Por ex., ele falava da relação homossexualismo e pedofilia. Mais tarde, ele separou os conceitos de homossexualismo e gayzismo, sendo o primeiro algo natural que ocorre desde o início dos tempos e até entre animais e o segundo uma ideologia que usa o homossexualismo para manipular as mentes e as massas. Segundo ele, só o gayzismo promove a pedofilia. Se quiser ser correto, há muito o que atualizar no seu texto.

    Porém, há um tema em que o Olavo é firme: os atentados de 11/09. Ele comprou a versão oficial do Governo Americano e explicação "científica" da Popular Mecanics. É preciso ser muito infantil e mentalmente limitado para conseguir engolir a versão oficial ou ter muito medo de ser perseguido... São tantas as evidências que desmentem a versão oficial...

    Bom, basta ver o Olavo como um ser humano, com acertos e erros, sem mistificação ou divinização. Ele nos alerta sobre muita coisa que a mídia brasileira omite ou manipula. Cabe a nós manter o alerta ligado para descartar os absurdos e aproveitar o que for bom.

    Sobre Teologia, que o Olavo afirma ser racional do começo ao fim, vc pode contrapor a opinião de Salvador Freixedo, que foi jesuíta por 30 anos, e hoje questiona a Teologia, que discutia se os anjos gostam mais da parte da manhã ou da parte da tarde. Insatisfeito com estes absurdos, Salvador pesquisou outras fontes e escreveu muitos livros, que podem ser encontraddos aqui:

    http://www.soloseneluniverso.com.ar/Libros.html

    A idéia mais chocante que Salvador nos apresenta é que somos uma Granja Humana. Vale a pena pesquisar para enriquecer seu blog e alertar as pessoas sobre o fenômeno Ovni, que segundo Freixedo é ácido sulfúrico para todas as religiões e crenças tradicionais.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo artigo.

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.