quinta-feira, 6 de setembro de 2012

A LENDA DE ATLÂNTIDA PARTE 2: O MUNDO ANTEDILUVIANO



Perguntas? Comentários? Sugestões? Publicidade? Notas de Imprensa? Contate-nos!






 Zeus destruindo a perversa Atlântida. 


Depois do Dilúvio , Atlântida estava afundada e destruída a centenas de metros abaixo da superfície do oceano, cujo nome - Atlântico -  ela ainda é lembrada. Querendo ou não toda a vida na Terra morreu como resultado dessa inundação, supondo que foi o Grande Dilúvio Bíblico que afundou Atlântida e não alguma outra inundação menor, é claro que como resultado, toda a vida em Atlântida foi completamente destruída.

Mas por que Atlântida foi destruída? Foi arrogância contra os deuses que causou sua queda? Foi a arrogância por terem esse ''poderío" mencionado por Sólon que provocou a sua destruição? Foi juízo divino, ou como porque os Atlantes não conseguiram administrar um nível de poder e  força além de sua compreensão, causando sua própria destruição? Talvez fosse uma combinação de todos estes motivos. Ou talvez tenha sido algo ainda mais sinistro, o motivo pelo qual o Dilúvio foi enviado: para apagar da memória humana e para nos salvar de algo que ao homem não era lícito conhecer.



O  MUNDO  ANTE DILUVIANO

"Naqueles dias havia nefilins na terra, e também posteriormente, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens e elas lhes deram filhos. Eles foram os heróis do passado, homens famosos.O Senhor viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal.'' Gênesis 6:4-5.
''A terra corrompia-se diante de Deus e enchia-se de violência. Deus olhou para a terra e viu que ela estava corrompida: toda a criatura seguia na terra o caminho da corrupção. '' 
Gênesis 6:11-12 .


Segundo a Bíblia, o mundo antes do Dilúvio, " o mundo ante diluviano ", era muito maligno, além da imaginação:
" E Deus viu que a maldade dos homens era grande na terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era somente má continuamente ". ( Gênesis 6:05 ) 
Deus viu que a humanidade havia se corrompido além do limite, e decidiu que tinha de ser totalmente destruída, e salvou um remanescente de almas justas  em uma arca. Esta punição foi decretada não só porque o homem estava cometendo atos de maldade, mas porque a humanidade sempre fez o mal, de uma forma ou de outra. O período de tempo em que Noé viveu foi um momento particularmente perverso, quando "A terra estava corrompida diante de Deus, e a terra estava cheia de violência." ( Gênesis 06:12 ). As nações estavam continuamente em guerra umas contra as outras, e neste processo causando grande poluição e devastação à Terra,até o ponto onde a humanidade, que tinha sido originalmente criada para cultivar a terra e fazer dela um paraíso, (Gen. 1:28 ,ou  Enuma Elish 6:1-8 Livro do mito Babilônico da Criação ),  em vez disso a,  estavam destruindo (cf. também no livro do Apocalipse capítulo 11, verso 18 ).

No entanto, embora os pensamentos da humanidade fossem continuamente malignos, ou seja se os homens não estivessem praticando o mal, eles estavam pensando em fazê-lo, e  embora os estivessem constantemente em guerra contra seus vizinhos, destruindo-se uns aos  outros e corrompendo a Terra, de longe, a parte mais sinistra desta equação foi o fato de que a humanidade aparantemente estava sendo geneticamente alterada por seres divinos, a fim para criarem uma raça de gigantes conhecida como Nephilins. 


O  NEPHILIM

Azazel levando os anjos rebeldes para a Terra. Imagem do livro Dore's Illustrations for "Paradise Lost".


Gênesis 6 contém uma passagem estranha que sempre foi uma fonte de desconforto e polêmica para os estudiosos bíblicos, suas inferências ficam restritas ao debate ''fechado'', é um assunto relegado a círculos informais e abafado nas discussões da igreja, principalmente em escolas dominicais, e sempre está de fora da esfera dos discursos acadêmicos. Nesta passagem bíblica é descrito algo totalmente fora do comum, uma história de acontecimentos e personagens que até hoje são negados e denegridos por uma linha de pensamento errônea, com interpretações equivocadas dos eventos reais, ou tidas como interpretações de fanáticos super imaginativos(AI DIZEM ALGUNS, SE INCLUI O APOCALINK, ardoroso defensor do gigantes e fascinado pelo tema dos Vigilantes). O tema desta estranha passagem fala sobre um grupo de seres conhecidos como os "filhos de Deus", que desceram do céu, antes do dilúvio (e depois)e se misturaram com a humanidade:

''Quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a terra, e lhes nasceram filhas,os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram belas, e escolheram esposas entre elas.  O senhor então disse: "Meu espírito não permanecerá para sempre no homem, porque todo ele é carne, e a duração de sua vida será de cento e vinte anos."Naquele tempo viviam gigantes na terra, como também daí por diante, quando os filhos de Deus se uniam às filhas dos homens e elas geravam filhos. Estes são os heróis, tão afamados nos tempos antigos.''
Gênesis 6:1-4

O termo foi traduzido como "gigantes" no texto de Gênesis é  "Nephilim", que vem da raiz hebraica nfl , "descer" ou "descer para baixo". Aparentemente, estes seres eram de natureza divina,  conotados como Nephilim como sendo os descendentes dos "filhos de Deus" que haviam descido do céu. Os "filhos de Deus" são geralmente considerados pelos estudiosos da Bíblia como sendo "anjos caídos" - aqueles anjos que se rebelaram contra Deus e desceram à Terra para fundar seus próprios reinos fora do controle direto de Deus. Para atingir este objetivo, eles criaram o Nephilim: raças de gigantes, homens híbridos que eram quase duas a três vezes o tamanho dos homens normais. Esses gigantes foram criados para serem cruéis, brutais e, alguns acreditam, assassinos sem alma. Estes exércitos de gigantes, sem alma e sem compaixão, monstros, então, permitiram que os anjos caídos conquistassem os seres menores, a versão mais fraca do homem(Homo Sapiens) a quem Deus havia criado, transformando-nos em uma raça de escravos, uma fonte de alimento e, eventualmente, exterminando-os.



GIGANTES NA TERRA

"E Semjaza, que era [um dos líderes dos anjos caídos], disse-lhes: 'E não temais de fato concordar em fazer este feito, e só eu terei que pagar o preço deste grande pecado." E todos eles responderam-lhe e disseram-lhe: ''. Vamos todos fazer um juramento, e todos nos unimos a nós mesmos por imprecações mútuas de não abandonar este plano, mas para fazer esta coisa' Então eles juraram todos juntos e amarraram-se por mútuos imprecações sobre ela. Eles eram em torno de 200. " - 1 Enoque 6:4-7 .  Imagem do livro Dore's Illustrations for "Paradise Lost".

Há outras fontes extra-bíblicas que tambem descrevem tanto os filhos de Deus como a sua prole gigante. O apócrifos , especialmente o Livro de Enoque , que é o mais famoso deles. Os Manuscritos do Mar Morto também contém algumas referências. Todos juntos, estas fontes extra-bíblicas têm se mostrado inestimável valor para ajudar iluminar crenças antigas relativas a estes seres misteriosos. Como Judd H. Burton explica em seu artigo, "Nephilim":

''A origem do Nephilim começa com uma história de anjos caídos.  Semjaza, um anjo de alto escalão, levou um grupo de anjos a uma descida à Terra para instruir os seres humanos em justiça. A tutela continuou por alguns séculos, mas logo os anjos se enamoraram pelas fêmeas humanas. Depois de satisfazerem sua cobiça, os anjos caídos instruíram as mulheres na magia e prestidigitação, acasalando-se com elas, e produzido descendência híbrida: o Nephilim. O Nephilim eram gigantescos em estatura. Sua força era prodigiosa e seu apetite, imenso. Após devorar todos os recursos da humanidade, eles começaram a consumir os próprios humanos. O Nephilim atacavam e oprimiam os humanos e foram a causa da destruição maciça que se abateu sobre a terra.'' 

Krista M. Baker também aborda este assunto cuidadosamente em seu artigo "Vigilantes / Nephilim (Nephidim)":

''Uma interpretação diferente desta passagem sobre o pecado dos anjos foi que eles se revoltaram contra Deus, e por isso, eles foram lançados para baixo. Textos apócrifos dão relatos mais completos da queda dos anjos.  Enoque dá conta da queda dos anjos do céu. O Capítulo 6 fala de como os anjos viram e cobiçaram as filhas dos homens. Os anjos desceram no Monte Hermon, durante os dias de Jared. Havia 19 líderes mencionados em Enoque, que também eram chamados de "os chefes de dez." Assim que eles chegaram a terra ...Anjos, então, ensinaram as mulheres encantos, encantamentos, o corte de raízes, e o conhecimento das plantas. Eles ensinaram aos homens como fazer várias armas e armaduras, e também artes e ciências. ''
Quatro arcanjos liderando as hostes celestiais contra as forças do mal. Imagem de Gustave Doré  ''Uma visão de João" 

Esses atos levaram a um aumento da ilegalidade e da guerra. Os homens da terra, então, clamaram ao céu, e os quatro arcanjos (Miguel, Uriel, Rafael e Gabriel) clamaram a Deus. Em resposta, Deus enviou Uriel para avisar Noé que logo haveria uma inundação que iria destruir a maldade na terra. Raphael foi ordenado a algemar Azazel nas mãos e nos pés, e lançou-o no abismo do deserto (Duda'el) que o Senhor tinha feito. Rafael lançou pedras ásperas e afiadas que cobriram o rosto de Azazel, para que ele não pudesse ver a luz. A Miguel foi ordenado que limitasse a ''influência do poder de Semjaza  e seus associados aos vales da terra. Eles irão  permanecer no Abismo até o dia do julgamento, ou possivelmente na época da grande tribulação quando eles serão libertados do poço do abismo, o apocalipse se refere a eles como tendo a aparência de gafanhotos, e que após atormentarem os homens por 5 meses , serão lançados ao fogo. 


O GRANDE DILÚVIO


 Imagem de Gustave Doré "O enviado da Arca" ( Gênesis 8:11 ) em  The Dore Bible Illustrations . 
"E cada substância viva foi destruída, tudo que havia sobre a face da terra, o homem e o gado, os répteis e as aves do céu, todos eles foram exterminados da terra, e ficou somente Noé, e os que estavam com ele na arca. " ( Gênesis 07:23 ).

Então, foi a interferência dos anjos caídos - também conhecidos como os "Vigilantes", ''guardiões'', ou ''sentinelas'' citados no Livro de Enoque - que provocou a violência e corrupção da Terra e que levou Deus a trazer o dilúvio. Em vez de dar à humanidade os dons da bondade, caridade e amor, que Deus preferiria e acabaria sendo muito melhor para o homem,  os Sentinelas, deram de presente ao mundo a sua descendência maligna, os Nephilim, e juntamente com eles vieram os dons das  tecnologias, e os segredos que eles trouxeram dos céus que, embora de imediato parecessem desejáveis - "agradável aos olhos"(Como o fruto do jardim do Éden) - eles finalmente provaram serem mortais. O efeito real do aumento da tecnologia foi, em vez de melhorar muito o homem,  simplesmente deu-lhe a capacidade de matar o seu semelhante de forma mais eficiente(Como no caso da energia nuclear, que originou a bomba atômica dos dias atuais). Estes dons(presentes)eram uma espécie de ''cavalo de Tróia'' e   tiveram  outros efeitos colaterais, como a poluição, o subproduto da industrialização em massa, que é parte integrante de qualquer avanço tecnológico. Assim, os dons de tecnologia, que a princípio pareciam benéficos, em vez disso trouxeram grande destruição, e digo de coração, causou a destruição tanto do homem, como da Terra, e da própria estrutura genética da humanidade. Qualquer que seja a presença de organismos alienígenas, estranhos à nossa natureza e o que ela represente, o seu objetivo é a recolhimento de DNA para o que parece ser um Programa de:

1-melhoramento, seguido por um
2-Programa de hibridização, e finalmente, um
3-Programa de Integração, e foi exatamente o que os Vigilantes realizaram com os Nefilins nas antigas eras(Confira a nossa série ''Como nos dias de Noé: o retorno dos Nephilins), tornando-se assim, irremediavelmente corruptos tanto espiritual quanto físicamente. Portanto, a fim de salvar a Terra e a humanidade de tornarem-se irremediavelmente corrompidos,  com uma genética satânica, Deus decidiu que o mundo antediluviano deveria ser destruído, e Ele enviou o dilúvio para limpar a Terra da maldade dos Vigilantes.


PROMETEU:
Na mitologia grega, Prometeu (em grego: Προμηθεύς, "antevisão")[1] é um titã, filho de Jápeto (filho de Urano e Gaia[2]) e irmão de Atlas, Epimeteu e Menoécio.[3][4] Algumas fontes citam sua mãe como sendo Tétis, enquanto outras, como Pseudo-Apolodoro, apontam para Ásia.[3], também chamada de Clímene, filha de Oceano. Foi um defensor da humanidade, conhecido por sua astuta inteligência, responsável por roubar o fogo de Zeus e dá-lo aos mortais.[5] Zeus tê-lo-á punido pelo crime, deixando-o amarrado a uma rocha durante toda a eternidade enquanto uma grande águia comia, durante todo o dia, o seu fígado - que crescia novamente no dia seguinte. O mito foi abordado por diversas fontes antigas (entre elas dois dos principais autores gregos, Hesíodo e Ésquilo.[6]), nas quais Prometeu é creditado - ou culpado - por ter desempenhado um papel crucial na história da humanidade.
Pai de Deucalião,[7], em algumas versões teria criado os homens usando água e terra, além de ter-lhes dado o fogo.[8]
O MITO DE PROMETEU TEM UM CUNHO DE EXPLICAÇÃO BÍBLICA, PROMETEU REPRESENTA LÚCIFER QUE TROUXE O CONHECIMENTO DO MAL AO HOMEM. O MESMO SE APLICA AOS ANJOS CAÍDOS(SENTINELAS, GUARDIÕES)QUE TROUXERAM DO CONHECIMENTO CELESTIAL E O REPASSARAM AOS HOMENS, CLARO SEMPRE COM O OBJETIVO DE ROUBAR, MATAR E DESTRUIR, COMO FOI DITO POR JESUS.


ASCENSÃO E QUEDA DE ATLÂNTIDA

 Nos Criteas , o segundo dos dois diálogos de Platão , existem algumas descrições interessantes de como Atlântida foi fundada, e algumas dicas a respeito do porquê que ela foi destruída. Nos  Criteas  se retoma a história da antiga Atlântida, que tinha começado no Timeu , começando com uma lembrança da antigüidade sobre saga Atlante, particularmente a guerra entre os atlantes e os atenienses, a última guerra mundial, do grande  mundo ante diluviano:

''Deixe-me começar por observar, antes de tudo, que nove mil era a soma de anos que se passaram desde a guerra que foi dito ter ocorrido entre aqueles que habitavam fora das Colunas de Hércules e todos os que habitavam dentro delas; esta guerra que eu  vou descrever. Dos combatentes, de um lado, a cidade de Atenas foi relatada por ter sido a líder e ter lutado até o fim da guerra, os combatentes do outro lado eram comandados pelos reis de Atlântida, que, como estava dizendo, era uma ilha maior em extensão do que a Líbia e a Ásia, e depois quando foi afundada por um terremoto, tornou-se uma barreira intransponível de lama para  se navegar para qualquer parte do oceano.'' 

Como vimos na Parte I , os atenienses obtiveram sucesso ao repelir um ataque feito pelos atlantes no continente europeu. Os valentes atenienses eram a última e desesperada esperança do continente, todos os outros países  já tinham capitulado ao terror do ataque dos Atlantes, e toda a Europa e Ásia estavam na balança. No entanto, os valente de  Atenas brilharam na excelência de sua virtude e força, e venceram contra todas as probabilidades, repelindo os atlantes de volta ao mar e libertando a todos dentro da região dos pilares. O atlantes então voltaram aos portos de origem com o melhor de seus exércitos superado e seu orgulho nacional humilhado. Embora parecesse que o mundo fora salvo da escravidão, em um único dia e noite tanto orgulho dos atenienses e as ilhas da Atlântida caíram subjugados pelo mar. Foi este desastre, alguns acreditam, que foi causado pelo grande dilúvio de Noé, e a da destruição do mundo ante diluviano.
Os valentes de  Atenas brilharam na excelência de sua virtude e força, e venceram contra todas as probabilidades, repelindo os gigantes atlantes NEPHILINS de volta ao mar e libertando todos dentro da região dos pilares.

O mais assustador  Tsunami de nossa era ocorrido no Japão é uma pequena amostra do que pode acontecer em um dilúvio


Mas por que esta destruição ocorreu? Como vimos no relato bíblico, antes do dilúvio, seres divinos vieram para a Terra e se integraram aos humanos, para grande prejuízo da humanidade e desprazer de Deus. Estes acontecimentos e as suas consequências também foram contadas em  outros textos relacionados, tais como o Livro de Enoque e os Manuscritos do Mar Morto. Mas há algumas evidências de ocorrências destas atividades nas tradições de outras nações no mundo pré-Diluviano?
Na verdade sim, Platão descreveu em detalhes estes acontecimentos ocorridos na Atlântida no  Timeu .

OS DEUSES DAS NAÇÕES
A Septuaginta , a versão grega da Bíblia, também conhecida como  LXX, é uma tradução grega do Antigo Testamento hebraico. Ele é mais velha do que o mais estabelecido Texto Massorético , e é freqüentemente usada pelos estudiosos bíblicos para lançar luz sobre as nossas modernas traduções da Bíblia. Embora existam muitas áreas onde a Septuaginta possa nos ajudar a encontrar uma compreensão mais profunda do texto bíblico, o mais relevante para o presente estudo é uma passagem enigmática no livro de Deuteronômio, especificamente, Deuteronômio 32:8 . Mike Heiser explica em seu excelente trabalho " Deuteronômio 32:8 e os Filhos de Deus":

''Cântico de despedida de Moisés em Deuteronômio 32:1-43 é uma das partes mais intrigantes do Deuteronômio, e recebeu uma boa dose de atenção entre os estudiosos, principalmente por suas características poéticas, ortografia arcaica e morfologia e problemas dos textos críticos. Entre as variantes textuais presentes no Cântico de Moisés, uma em Deut. 32:8 se destaca como particularmente fascinante. O verso é processado como segue na NASB: 
" Quando o Altíssimo dava às nações a sua herança, quando separava os filhos dos homens, estabeleceu os limites dos povos, segundo o número dos filhos de Israel". 

Para a grande maioria das testemunhas da LXX, o versículo 8, no entanto, deve-se ler os bene elohim , ["filhos de Deus"]. ''

BOMBA!!!!
Como explica Heiser, diversos textos variantes , especificamente a Septuaginta, fala "filhos de Deus" em vez de "filhos de Israel". Esta é a leitura preferida, porque "filhos de Israel" faz pouco sentido no contexto. "Filhos de Deus" faz mais sentido teologicamente, como estes seriam os mesmos "filhos de Deus" que, como descobrimos em nossa análise de Gênesis 6, eram os anjos caídos que tinham vindo para baixo (ou foram jogados do céu), e tinham fundado os reinos da terra. Basicamente, o que a passagem está dizendo, se tomar-mos a leitura de "filhos de Deus" como o correto, que o controle sobre a Terra é basicamente dividido entre os anjos caídos, ou "Vigilantes", cada um dos quais rege uma região específica da Terra.

Muitos estudiosos contestam esta ideia, porém, não só com base na crítica textual ("filhos de Israel" contra "Filhos de Deus" em leituras variantes), mas também com base em uma descrença geral no sobrenatural. A maioria das pessoas acham desconfortável acreditarem que seu país é governado por um príncipe demônio ou Arconte(Como no caso do demônio adorado como ''Padroeira'' do Brasil), mas a Bíblia diz claramente que é verdade. Daniel, por exemplo, foi visitado por um anjo que tinha sofrido oposição do " príncipe da Pérsia", o anjo caído que controlava a região da Pérsia:
"Então ele me disse: 'Não temas, Daniel, Porque desde o primeiro dia em que tu puseste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras, e eu vim por tuas palavras Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias, mas, eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia ". ( Dan. 10:12-13 ). Esse mesmo anjo também menciona um "príncipe da Grécia" que viria depois que ele deixou Daniel( Dan. 10:20 ). Isso pode também pode ser aplicado como uma referência à conquista do Império Persa por Alexandre, o que apóia a idéia de que esses governantes caídos ambicionam  controlar os territórios uns dos outros.

Criteas também suporta esse conceito, que um grupo de seres divinos, nos tempos antigos, " os deuses das nações ", tinham dividido a  regência da terra entre si, uma regra que continua até hoje:

''Nos dias antigos os deuses tinham toda a terra distribuída entre eles por sorteio. Não houve brigas, pois você não pode com razão supor que os deuses não sabiam o que era apropriado para cada um deles possuírem, ou, sabendo disso, que eles procuraram adquirir para si o que mais propriamente pertencia a outros deuses. Todos eles por rateio obtinham o que queriam, e povoaram seus próprios distritos, e quando eles tinham povoado, tinham  seus em posses pastores para cuidar de seus rebanhos, excetuando-se apenas que não utilizavam golpes ou a força física , como os pastores o fazem, mas governavam nos com um piloto de navio, que é uma maneira fácil de guiar os animais, mantendo nossas almas pelo leme da persuasão de acordo com seu próprio prazer e bem querer; assim que eles orientavam todas as criaturas mortais.''

De acordo com Críteas, antes do início da história da humanidade, a um grupo de seres divinos foi dada autoridade sobre várias regiões da Terra. Esses seres divinos assumiram o controle das pessoas que viviam no seu território controlando-os como pastores de ovelha , usando os ventos de tendência e moda para manipular os povos dentro de sua esfera de atuação. Criteas em seguida detalha, dando os nomes das divindades  específicas  controlavam Atenas:

''Agora diferentes deuses tiveram seus lotes em diferentes lugares para pôr em ordem. Hefesto e Atena , que eram irmão e irmã, e surgiram a partir do mesmo pai, tendo uma natureza comum, e também estavam unidos no amor pela filosofia e arte, que tinham uma parte comum de território, que foi naturalmente adaptada para a sabedoria e virtude, e ali eles implantaram crianças corajosas a fim de governarem, seus nomes são preservados, mas suas ações tinham desaparecidas por motivo da destruição da suas tradições.'' 



A FUNDAÇÃO DE ATLÂNTIDA

Poseídon
 Poseidon , deus grego do mar e fundador da Atlântida. Poseidon foi um de uma tríade das divindades mais poderosas dos gregos, que incluía Zeus, Poseidon e Hades .   Escultura de Posídon em Copenhagen.
Deus do mar, dos terremotos e dos cavalos
Morada Mar
Cônjuge Anfitrite
Pais Cronos e Réia
Irmãos Héstia, Hades, Hera, Zeus e Deméter
Filhos Teseu, Tritão, Polifemo, Belo, Agenor, Neleu
Romano equivalente Netuno

Cada um desses seres divinos receberam uma cota determinada da superfície da Terra, que eles controlavam absolutamente, embora não abertamente. Considerando que a "Hefesto" e "Atena" foi dado domínio sobre a região da Grécia,ao poderoso " Poseidon ", um dos três deuses mais poderosos do panteão grego , foi dado como seu destino a ilha de Atlântida . Criteas continua, dando uma descrição bastante detalhada das terras atribuídas Poseidon:

''Antes de começar a falar dos loteamentos dos deuses, que distribuíram entre si toda a terra em lotes diferentes em sua extensão, e instituindo para si templos e sacrifícios. E Poseidon, recebeu para sua sorte a ilha de Atlântida, gerou filhos com uma mulher mortal, e estabelecendo-os em uma parte da ilha, que vou descrever. Olhando para o mar, mas no centro de toda a ilha, havia uma planície que se diz ter sido a mais bela de todas as planícies e muito fértil. Perto da planície novamente, e também no centro da ilha, a uma distância de cerca de 50 estádios, havia uma montanha não muito alta. Nesta montanha, morava um nativo da terra, um dos homens primitivos desse país, cujo nome era Evenor, e ele tinha uma esposa chamada Leucippe, e eles tiveram uma filha única, que foi chamada Cleito. A jovem já havia atingido a feminilidade, quando seu pai e sua mãe morreram; Poseidon se apaixonou por ela e teve relações sexuais com ela.''

Ponto por ponto a história de Atlântida corresponde com os versos citados Moisés na Bíblia Sagrada e com os contos de Enoque sobre o mundo ante diluviano, e de como seres divinos tinha casado com seres humanos, dando origem a semi-divinos gigantes. Poseidon é dito aqui ter se casado com uma mulher humana, e seu nome  nos é dado: Cleito. Cleito lhe deu 10 filhos, e ele arrumou e povoou a ilha de Atlântida com Floras e faunas que todas as suas necessidades eram satisfeitas.

Ele também gerou cinco pares de filhos gêmeos do sexo masculino, e dividiram a ilha de Atlântida em 10 partes, que se deu ao mais velho par de gêmeos nascidos, que foi a maior e melhor parte, e se fizeram rei sobre o resto. Dos outros foram feitos príncipes, e deuse-lhes o governo sobre muitos homens, foi um grande território. E deu o nome de todos eles; mais velho, que foi o primeiro rei, deu o nome era Atlas ,   pois por ele toda a ilha e o oceano Atlântico foram nomeados(Atlas-Atlântida-Oceano atlântico, e quem sabe até Antártida). Para seu irmão gêmeo, que nasceu depois dele, e obteve como sua, a extremidade da ilha até os Pilares de Hércules, de frente para o país que agora é chamado a região de Gades em que nesta parte do mundo, ele deu o nome que na língua Helénica é Eumelus, na língua do país é nomeado dele , Gadeirus. Do segundo par de gémeos chamou uma Ampheres e o Evaemon outro. Para o mais velho do terceiro par de gêmeos deu o nome de Mneseus , e autóctones a quem o seguiu. Do quarto par de gêmeos chamou os Elasippus, do mais velho, e o mais joven,  Mestor. E do quinto par ele deu ao mais velho o nome de Azaes, e para o mais joven que  Diaprepes.Todos estes e seus descendentes para muitas gerações eram os habitantes e governantes de diversas ilhas no mar aberto. E também, como já foi dito, eles subiram ao poder e dominavam em todas as  direções de todo o país dentro dos Pilares até o Egito e Tyrrhenia.

Atlas , nos mitos gregos, era na verdade um titã , um dos deuses originais que governaram a Terra antes que os deuses do Olimpo (Zeus, Hera, Poseidon, etc) os derrubar e tomar a supremacia sobre a Terra. Na mitologia grega, os Titãs – masculino – e Titânides – feminino - (em grego Τιτάν, plural Τιτᾶνες) estão entre a série de deuses que enfrentaram Zeus e os deuses olímpicos na sua ascensão ao poderOs titãs dos mitos gregos eram gigantes de grande estatura que governaram uma "idade de ouro" da humanidade: "A Idade de Ouro da humanidade viveu durante o reinado de Cronos . Esta raça de homem foi criada por Prometeu e viveram em paz e harmonia , abençoados com os frutos da terra que cresciam livremente em um jardim do Éden, o paraíso. " . No entanto, nem tudo estava bem no Paraíso, pois os titãs não compartilhavam de seu poder livremente: "Os Titãs eram ciumentos dos privilégios dos deuses . Zeus levou estes em rebelião e, após uma guerra violenta de 10 anos os Titãs foram derrubados e lançados no Tártaro . " Tártaro é a palavra grega para " inferno "ou" abismo ", o mesmo lugar onde os arcanjos jogaram os anjos caídos depois de terem se casado com mulheres , trazendo violência e corrupção para a Terra. ( 1 Enoque 10:1-16 , cf. também 2 Pedro 2:5 )


A ERA DOS TITÃS

Então, até agora os contos de Platão sobre Atlântida tem correspondido ao que Moisés falou e também corresponde as descrições de Enoque sobre o mundo ante diluviano ponto por ponto:
1-Os seres divinos receberam domínio sobre várias partes da Terra, e eles se 
2-Casaram com mulheres humanas, que deram luz à  
3-Gigantes.

 Até que, no entanto,  fica diferente em um ponto importante. Nos Críteas , Atlântida era um paraíso terrestre, criada por Poseidon para ser um local ideal para sua descendência viver. No entanto, no final da narrativa, o relato de Platão sobre Atlântida em seu apogeu ,  então acontece sua queda, e nosso próximo ponto corresponde perfeitamente:

''Por muitas gerações, enquanto a natureza divina durasse neles, eles foram obedientes às leis, e bem fiéis aos deuses, de cuja semente eles descendiam, pois eles possuíam a verdade e em todos os sentidos eram grandes espíritos,  uniam gentileza e sabedoria  em suas relações com os outros. tinham a virtude, pouco se importando para o seu estado atual de vida, e pensando pouco nas posses  do ouro , o que parecia apenas um fardo para eles, nem foram intoxicados pelo luxo; nem a riqueza privou-os de seu auto- controle, mas eles estavam sóbrios, e viam claramente que todos esses bens são aumentados com virtude e amizade um com o outro, e pelo respeito mútuo entre eles. Por conterem em si uma natureza divina, as qualidades que descrevemos cresceram entre eles, mas quando a porção divina começou a desvanecer neles ,  tornando-se diluída por causa da mistura mortal com a natureza humana , eles então, foram incapazes de suportar a sua fortuna, seu poder e sua beleza, , comportou-se inconvenientemente, pois eles estavam perdendo a mais belo de seus preciosos presentes, mas eles não perceberam mais a verdadeira felicidade,  no momento exato em que eles foram cheios de avareza e dominados pelo poder da injustiça.''

Assim como o Nephilim, os titãs e seus descendentes nasciam mais e mais humilhados , porque eles continuaram a se acasalar com o homem, tornando-se retorcidos, travestis abomináveis do que  anteriormente foram seres gloriosos. Tão bom quanto foram no início, tornaram-se irremediavelmente malignos, com uma luxúria desenfreada por poder e riqueza que levou a uma forte sede de conquista. Os "deuses" da Atlântida quiseram estender seu poder além dos seus limites conferidos por Deus e, assim, arriscaram a  sofrerem juízo de Deus. A decisão de entrarem em guerra com a Europa e Ásia, a fim de dominarem o mundo, causando grande corrupção e desordem no processo, era um indicador de que essas divindades tinham ido longe demais e precisavam de castigo. O ponto final de convergência com os dois contos, a bíblica e a platônica, agora vem à tona, como Zeus, líder dos deuses gregos, convocando um conselho no céu e decide punir os Atlantes por causa de sua arrogância desenfreada:

Zeus, o deus dos deuses, que governa de acordo com a lei, e é capaz de ver em tais coisas, perceber que uma raça honrada estava em uma situação lamentável, e queria infligir punição sobre eles, para que eles pudessem ser corrigidos e melhorarem, reuniu todos os deuses em sua habitação mais sagrada, que, está  colocada no centro do mundo, contemplando todas as coisas criadas. E quando todos estavam  juntos, então ele falou o seguinte*

Bem amigos do Apocalink, o ponto final conclusivo que envolve o julgamento sobre a humanidade por sua maldade, o paralelo final e talvez o mais importante entre os relatos bíblicos e platônico, infelizmente, este restante da história não está disponível, tal como é ou foi perdido, ou nunca foi escrito  a partir da tradição oral, como o resto da história o foi. Talvez os gregos sentissem que as informações ele continha fosse muito perigoso para a humanidade conhecer, e o eliminaram da memória humana, assim como Moisés cuidadosamente deixou de fora grande parte dos detalhes sobre o mundo ante diluviano. Também o Livro de Enoque não foi incluído no cânon das Escrituras, provavelmente pela mesma razão - a informação que ele continha era simplesmente demasiada perigosa, levantando muitas questões que talvez não devessem ser levantadas. Talvez, escondidos e  afastados nos lugares mais obscuros de sua psiquê, os estudiosos sabiam muito bem das implicações destes textos antigos e que Os Vigilantes nunca morreram, eles foram simplesmente colocados em cadeias no Abismo, à espera do momento em que serão liberados novamente, mais uma vez para criar o caos na Terra:

'... e vi uma estrela que do céu caiu na terra; e foi-lhe dada a chave do poço do abismo. E abriu o poço do abismo, e subiu fumaça do poço, como a fumaça de uma grande fornalha, e com a fumaça do poço escureceu-se o sol e o ar. E da fumaça vieram gafanhotos sobre a terra; e foi-lhes dado poder, como o poder que têm os escorpiões da terra. E foi-lhes dito que não fizessem dano à erva da terra, nem a verdura alguma, nem a árvore alguma, mas somente aos homens que não têm nas suas testas o sinal de Deus. E foi-lhes permitido, não que os matassem, mas que por cinco meses os atormentassem...
...E tinham sobre si rei, 
o anjo do abismo;
 em hebreu era o seu nome Abadom, e em grego Apoliom...
 Apocalipse 9:1-11 

E embora os gigantes do mundo ante diluviano tenham sido destruídos, seus pais, os Vigilantes, não foram. E como prova de seus que seu trabalho é contínuo sobre a Terra, os gigantes reapareceram durante o tempo de Moisés e, dizem alguns, é provável que eles irão voltar.''


''Havia gigantes na terra naqueles dias - e também depois .... ''
Gênesis 6:4




FONTES DE PESQUISAS( A MAIORIA EM INGLÊS):

1 Judd H. Burton, "Nephilim" (Enciclopédia Mythica: http://www.pantheon.org ).

2 Krista M. Baker, "Vigilantes / Nephilim (Naphidim)" (Delírios de Grandeza:http://www.deliriumsrealm.com ).

3 Platão, Críteashttp://www.activemind.com ).

4 Mike Heiser, "Deuteronômio 32:8 e os Filhos de Deus" ( PDF ) (A Fachada:http://www.facadenovel.com ).

5 Platão, Críteashttp://www.activemind.com ).

6 Platão, Críteashttp://www.activemind.com ).

7 Platão, Críteashttp://www.activemind.com ).

8 Platão, Críteashttp://www.activemind.com ).

9 Aaron Atsma, " The Titans Theoi "(Theoi Projeto: Um Guia para a deuses gregos, Espíritos e Monstros: http://www.theoi.com ).

10 Aaron Atsma, " The Titans Theoi "(Theoi Projeto: Um Guia para a deuses gregos, Espíritos e Monstros: http://www.theoi.com ).

11 Platão, Críteas (ou http://www.activemind.com ).

12 Platão, Críteas (ou http://www.activemind.com ).


O MUNDO ANTEDILUVIANO:

Gênesis 6
Enuma Elish
Os apócrifos
O Livro de Enoque 


 OS ATLANTES:
Platão: Timeu e Críteas
Atlantis - The Lost Continent Finally Found
Atlantida descoberta 
História de Atlantida: Descendentes do lendário continente perdido de Atlântida
Dicionário do Cético: Atlantes 
Atlantes no Caribe
Atlantis ' Lost City  Finally Found!
Atlantida - Ficção , Fato ou Exagero?
Brian Taylor: Atlantis
Atlantis Rising: Fórum
ATLANTIS: Ice Age Civilization
O Templo da Esfinge: Atlantis
Atlantida
Espírito de Atlantida 
Atlantes: Várias teorias
Spiritweb: Atlântida, Mu e Lemúria


DEUSES E SEMIDEUSES: 
Os deuses das Nações
mitos gregos
 Panteão Grego 
Zeus
Poseidon
Hades
Athenas 
Hefesto
Os Titans
Kronos
Atlas
Prometeu
Atlantes 
Tártaro
Inferno
Abismo

3 comentários:

  1. Poucas Palavras relatam este estudo Incrível... até indicarei a outras pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Desculpe por estar trazendo não-relacionado ao post, mas acho necessário.

    Fernando se puder estar analisando a matéria deste link: http://rodrigoenok.blogspot.com.br/2010/01/as-provas-de-uma-conspiracao-illuminati.html

    O autor da matéria de mantém neutro e imparcial em relação as informações. Muito informativa e não há tendências políticas ou religiosas nela. Parece que querem acabar com o cristianismo, primeiro derrubando a Igreja Católica, que parece ser a maior ameaça aos planos deles. Achei estranho não haver nenhum comentário sobre os protestantes (evangélicos).

    ResponderExcluir
  3. Teologia do Dominio: http://liberta-te.org/?p=524

    Se protejam remanescentes do Salvador dessa apostasia anti-cristica!

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.