segunda-feira, 2 de julho de 2012

Teoria diz que universo vai simplesmente se desfazer

Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas.

Ora, uma vez que todas estas coisas hão de ser assim dissolvidas, que pessoas não deveis ser em santidade e piedade,

aguardando, e desejando ardentemente a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se dissolverão, e os elementos, ardendo, se fundirão?

Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça.
2 Pedro 3:10-13
 Uma vez mais a bíblia tem razão como podemos ler na afirmação profética de Pedro ao falar sobre o fim do universo:
''Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Ora, uma vez que todas estas coisas hão de ser assim dissolvidas, que pessoas não deveis ser em santidade e piedade,aguardando, e desejando ardentemente a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se dissolverão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça.'' 2 Pedro 3:10-13

(Fonte da imagem: Reprodução/io9)

Existem muitas teorias sobre como o universo vai terminar, mas nenhuma delas conta com apoio total da comunidade científica. Por razões óbvias, as divergências são grandes e por não existir a possibilidade de se provar nenhum delas, o debate se torna ainda mais acirrado.
Alguns pesquisadores afirmam que o universo vai acabar em um novo Big Bang, uma explosão sem precedentes que não vai deixar nenhum rastro do que conhecemos. Outros, porém, defendem a ideia de que tudo será engolido, não restando mais nada.
Porém, uma terceira via nessas hipóteses está ganhando cada vez mais adeptos entre os pesquisadores. Trata-se da Teoria da Grande Ruptura, ou Big Rip, que afirma que a velocidade de expansão do universo pode ser a responsável por uma desintegração de tudo o que existe, colocando fim ao universo.

Entendendo a Grande Ruptura

Segundo a teoria, o universo está em contínua expansão, a uma velocidade “controlada” que não causa nenhum tipo de desequilíbrio ou desarmonia entre tudo aquilo que existe. Caso essa velocidade de expansão aumente e ultrapasse um nível crítico, a consequência seria o deslocamento de todo tipo de matéria, mais ou menos como se tudo começasse a se esfarelar.
Com o passar do tempo, não só as galáxias se isolariam como também os planetas e, bilhões de anos depois, até mesmo os átomos deixariam de existir. A teoria leva em consideração que tudo se transformaria em partículas subatômicas mínimas, incapazes de se juntar outra vez.
A teoria foi formulada em 2003 por Robert Caldwell e não descarta que o universo poderia sofre um Big Bang. Entretanto, ao menos para os adeptos dessa tese, o Big Bang por si só não seria capaz de destruir o universo, mas sim as suas consequências, em longo prazo, poderia esfacelar de uma vez por todas tudo aquilo que existe.
Fonte: iO9

2 comentários:

  1. kkkk nem acredito.......essa é apenas uma das quelas teorias igual o big bang.¬¬''

    ResponderExcluir
  2. Olá meus queridos irmãos. Paz e graça de Jesus.
    Parabéns pelo blog muito edificante. Eu acredito que; crescemos quando lemos, quando partilhamos.
    Aprendendo uns com os outros, crescemos na graça e conhecimento da Palavra.
    Aproveito a oportunidade para partilhar também meu blog. Contém ensinos, de crescimento, edificação e exortação, muitos poemas e algumas músicas tudo dentro do carisma evangélico.
    Ficarei feliz por vossa visita e muito mais ainda se nos seguir.
    Que Deus continue a abençoar-vos ricamente. António Batalha.

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.