quarta-feira, 14 de março de 2012

Forte terremoto e alerta de tsunami causam tensão no Japão

 

Japão parou no domingo passado para lembrar as vítimas do tsunami de março de 2011


Um forte terremoto de 6,8 de magnitude e um alerta de tsunami, com ondas de até 50 centímetros, deixaram a população japonesa em alerta e estado de tensão na região nordeste do país.
O epicentro do tremor foi registrado no Oceano Pacífico, próximo da província de Hokkaido, às 18h09 (horário local, 6h09 no horário de Brasília). A Agência de Meteorologia do Japão emitiu um alerta de tsunami, que foi retirado quase uma hora e meia depois.
As primeiras ondas, de 10 centímetros, atingiram a vila de Erimo, às 18h52 (horário local), na província de Hokkaido. Outras cidades também registraram a chegada do tsunami. Em Hachinohe, província de Aomori, as ondas chegaram a 20 centímetros.
Apesar de brando, as autoridades lembraram que outras ondas maiores poderiam vir na sequência, como aconteceu no tsunami de 11 de março do ano passado.
Alarmes nas cidades litorâneas das províncias de Iwate, Aomori e Hokkaido foram acionados.
As tevês e rádios japonesas ficaram de plantão e alertaram a população sobre os riscos, apesar das ondas serem pequenas. Alguns apresentadores repetiam, em tom austero, para que as pessoas procurassem abrigo em lugares elevados.
O sismo foi sentido nas províncias de Hokkaido, Aomori e Iwate e, segundo a Agência de Meteorologia do Japão, foi de 4,0 na escala japonesa que vai até 7,0. O epicentro do tremor foi identificado próximo à região de Kushiro, na província de Hokkaido.
As cidades litorâneas de Iwate, uma das províncias em alerta, foram praticamente destruídas pelo tsunami do dia 11 de março do ano passado.
Segundo mostrou a tevê japonesa, a preocupação era com as casas ainda danificadas. As autoridades alertavam para o fato de que, apesar de pequenas, as ondas poderiam fazer e
ssas construções desabarem.
Desde o mais forte tremor já registrado no Japão, de 9,0 de magnitude, no ano passado, centenas de terremotos secundários foram registradas na região nordeste.
O tremor desta tarde não foi sentido em Tóquio, distante mais de 730 quilômetros do epicentro. A usina nuclear de Fukushima não sofreu nenhum dano, segundo as autoridades.

Um ano

O terremoto de 9,0 de magnitude que atingiu a região nordeste do Japão em março do ano passado provocou um tsunami com ondas de até 40 metros de altura.
Segundo dados da polícia, cerca de 15 mil pessoas morreram e outras 3 mil continuam desaparecidas.
No domingo passado, dia 11, diversas cerimônias em todo o país lembraram as vítimas da tragédia que mais matou pessoas desde a Segunda Guerra Mundial.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.