terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Sol lança tempestade geomagnética em direção a terra





 A maior erupção solar registrada desde 2005 começou a se fazer sentir na Terra, bombardeando o planeta com partículas magnéticas que podem perturbar as comunicações via satélite. A erupção, que ocorreu no último domingo (22) perto do centro do sol, projetará partículas de prótons para a Terra até a quarta-feira (25) e os moradores da Europa e Ásia também poderão aproveitar a noite de terça-feira (24) para admirar a aurora boreal.



Uma enorme tempestade de radiação está atingindo nosso planeta hoje (24 de janeiro) devido a uma erupção solar ocorrida no último domingo (dia 22). O fenômeno deve causar interferência nas comunicações de forma generalizada além de expor passageiros de aviões e astronautas ao risco de radiação.
A erupção ocorreu no dia 22 de janeiro, e enviou uma explosão de energia com partículas solares em direção a Terra a uma velocidade de dois mil quilômetros por segundo. O registro da explosão foi feito no mesmo dia pelo Observatório Solar Dinâmico (SDO) da Agência Espacial Americana (NASA). O instituto detectou um poderoso jato de luz ultravioleta da enorme explosão solar vindo à direção da Terra.
 
(Fonte da imagem: Space Weather)

Riscos da tempestade

O site Spaceweather, especializado em notícias e informações sobre o envolvimento da Terra com o Sol, classifica a tempestade geomagnética (nome dado à tempestade radioativa) como “forte” ou S3, em uma escala que vai do nível S1 ao S5.
Isso significa que o fenômeno pode causar alguns problemas: passageiros e tripulantes de aviões podem ser expostos ao risco de radiação; satélites podem ter problemas de memória, ruídos nas imagens, problemas de orientação e seus painéis solares podem ser danificados; e rádios de alta frequência podem sofrer um completo “apagão”.
Apesar dessas situações, não existem riscos para as pessoas que estão aqui na Terra.  Apenas os voos polares devem ser redirecionados como uma medida de precaução. De acordo com a Administração Nacional Atmosférica e Oceânica dos Estados Unidos (NOAA), essa é a tempestade de radiação mais forte desde maio de 2005.

FONTE: ESTADÃO, TECMUNDO

Um comentário:

  1. É irmão, noticias como estas que saem da nasa deveriam ser veiculadas na midia aberta devido a sua importância, mas se não retornar em forma de "cash" vai passar batido.

    E também quero parabenizar pelo banner, ée bem loco!

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.