sábado, 17 de dezembro de 2011

Nada de superpúblico para show gospel idealizado pela Rede Globo

SHOW GOSPEL IDEALIZADO PELA GLOBO TEM PÚBLICO MUITO ABAIXO DO ESPERADO

Foto: Guilherme Pinto/Agência O Globo
A Polícia Militar do Rio de Janeiro estimou em cerca de 20 mil o público que acompanha o Festival Promessas, evento de música gospel do sábado (10) no Monumento dos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, na zona sul carioca. A estimativa dos organizadores era de que 200 mil pessoas acompanhassem os shows.
De acordo com a corporação, não foram registradas ocorrências policiais até as 19h. A Secretaria Municipal de Saúde informou que 65 pessoas foram atendidas até as 18h. Todos sem gravidade. A maioria por mal estar e dor de cabeça. A chuva, que caia na cidade no início dos shows, já diminuiu. Muitos fãs acompanharam as apresentações com capas ou de guarda-chuva mas a animação era grande.
O evento encerrou às 22 de sábado. Entre os artistas que já se apresentaram no festival estão Regis Danese, Ludmila Ferber, Diante do Trono, Damares, Davi Sacer, Fernanda Brum, Fernandinho, Eyshila e Pregador Lou.

Fontes: Último Segundo, Sobre Isso e Geo Eventos


NOTA: Sinceramente não sei o que tanto estes cantores "gospel" insistem em participar do que quer que seja na Globo, como se esta emissora fosse o único meio possível para a transmissão evangélica. Longe disso, como se sabe, a Globo e seu braço na indústria da música, a Som Livre, estão de olho no filão comercial que o público gospel representa, com um aumento considerável nas vendas de todos os tipos de artigos, ano após ano. A Globo é uma emissora comprometida com todos os princípios que são contrários à fé cristã. Dissemina-os diariamente em suas tediosas novelas e, eventualmente, promove algo sobre isso em seu horário nobre, como novelas que apresentam os cristãos evangélicos como intolerantes, amalucados e até assassinos (ou ninguém se lembra da cena ridícula de uma cristã evangélica liderando um linchamento público na novela "Duas Caras"?). Realmente, não entendo qual o interesse em se aliar à uma instituição como esta.... além, é claro, da pura e simples ambição financeira. É claro que tais cantores terão uma visibilidade maior com uma gravadora como a Som Livre, atingindo um mercado muito mais amplo. Engana-se aquele que pensa que tais "estrelas gopel", idolatradas por fãs evangélicos e não evangélicos que como todos os bons desmiolados acabam virando "fanáticos", estão pensando em "conversão", "cristocentrismo", "consciência de pecado" e "salvação" à luz dos preceitos cristãos. O que vem travestido na forma de "diálogo secular" é, na verdade, a prova pura e simples de que os maiores ícones da música evangélica da atualidade não se importam com quem se juntam, desde que seus dividendos aumentem consideravelmente. Isso é uma lástima para o real Cristianismo que, através dos seus membros, deve, sim, DENUNCIAR dia e noite o que de fato é a Rede Globo: uma mega-empresa de entretenimento, cujo único objetivo é a erradicação dos preceitos bíblico-cristãos de todo o território nacional.

Um comentário:

  1. o terrivel não e a emissora e sim estes ditos cristao gospel.
    fora igreja de mercado.

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.