quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Seres híbridos animal e humano: Soldados têm músculo regenerado nos EUA

  • Pentágono usa técnica de regeneração de músculos usando células de porco


Uma equipe da Universidade de Pittsburgh desenvolveu um método para recuperar músculos que sofreram grandes perdas de massa. A terapia usa células extraídas do porco para reconstruir o tecido humano.

Os cirurgiões implantam no local lesionado uma espécie de “cola celular”, que tem como principais componentes proteínas ligadas ao crescimento, retiradas da bexiga do porco. Essas proteínas acionam as células-tronco para envolver a área e iniciar o processo de crescimento e recuperação do tecido – o que normalmente não ocorre com tecidos adultos.


Depois desse procedimento, é feita uma rotina intensa de reabilitação para exercitar a nova musculatura em desenvolvimento. A técnica também permite a recuperação tendões e nervos.
“O paciente precisa fazer sua parte, que envolve muito esforço”, explica o médico Stephen Badylak, que lidera o estudo.

Até o momento, quatro soldados já foram operados e o resultado tem sido bom, segundo o médico.
Um dos casos bem sucedidos é de um veterano de guerra que perdeu a maior parte do músculo tibial durante um ataque. Seis meses após a cirurgia, ele conclui o programa de reabilitação. “O que poderia ter sido uma amputação, é hoje um membro que trabalha muito melhor do que depois que sofreu a lesão”, afirma o médico.

O grupo de pesquisadores é uma das partes do Armed Forces Institute of Regenerative Medicine (AFIRM), do Pentágono. Por ano, o instituto recebe US$ 250 milhões para investir em avanços na área da saúde.

Fonte: McGowan Institute for Regenerative Medicine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.