quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Quem é o índio que levou o Google para a Floresta? Por que ele é ameaçado de morte?

Almir ao lado de personalidades do cenário político nacional
De laptop à mão, ele eleito pela revista norte-americana "Fast Company" uma das 100 pessoas mais criativas do mundo.

"Eles, (os madeireiros) mandam recados ameaçadores, dizendo que têm uma lista de indígenas para morrer e que eu sou o primeiro", disse Almir em entrevista a um portal de notícias.

Disse mais Almir: "Começamos uma campanha entre nosso povo para impedir o roubo ilegal de madeira. Capacitamos as pessoas para serem agentes ambientais indígenas, que passaram a fazer vigilância para proteção da floresta. Isto fez com que vários madeireiros parassem de ganhar dinheiro ilegal, o que os deixou com raiva. Eles acham que me matando estará tudo resolvido, mas estão enganados, pois não sou o único que defende a floresta. Estou ameaçado, mas confiante de que existe uma consciência coletiva na terra indígena."

"Agora me sinto mais protegido. A Secretaria de Direitos Humanos está com um trabalho de proteção e estamos o tempo todo em contato", disse Almir.

Segundo o relatório "Violência Contra os Povos Indígenas no Brasil – 2010", divulgado no final de junho, pelo menos 60 indígenas foram assassinados no país no ano passado. Mais da metade deles ocorreram no Mato Grosso do Sul.
Almir Suruí ao lado do ex-vice-presidente americano Al Gore, ganhador de um Oscar e um Nobel da Paz, ambos em 2007

Um comentário:

  1. ALMIR SURUÍ, guerreiro tupiniquim!
    Ameaçado de morte...queira Deus que não se torne um illuminatti também!

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.