segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O APOCALIPSE SEGUNDO O APOCALINK: A OPERAÇÃO DO ERRO - Parte 4


Depois de examinar muitos dos sinais que serão evidentes nos acon­tecimentos que levarão ao Apocalipse, estamos agora quase prepa­rados para sondar o Livro do Apocalipse e refletir sobre o que ele tem a dizer. Posteriormente, discutiremos como poderemos evitar o período conhecido como a Grande Tribulação. Mas primeiramente eu gostaria de examinar as características daquele a quem a Escritura chama de Anti­cristo. Ao que sabemos, um líder político poderoso alcançará a proemi­nência num futuro período de sete anos e dominará a cena mundial. Mas, antes que ele possa assumir o poder, todos os cristãos terão de ser afas­tados para abrir caminho para os sete anos da Grande Tribulação.

O Advogado do Diabo
"Anti" significa "em vez de" e não "contra", como julga a maioria das pessoas.[1] Portanto, esse homem que será controlado diretamente por Sa­tã, é aquele que vem "em lugar de" Cristo. Ele será o messias do diabo, por assim dizer. Terá um reinado breve, mas agitado, que durará sete anos a partir do início da Grande Tribulação. Ele despontará muito rapidamente no cenário político mundial e alcançará poder e influência ex­traordinários. Será o chefe de uma confederação de dez "reinos" extremamente ricos e poderosos. Será o mais carismático e eloquente de todos os líderes. O mundo o amará. Ele falará a favor da paz mas se em­penhará em guerra. A maioria das pessoas, mas não todas, será levada sub-repticiamente a pensar que ele é o líder capaz de trazer paz ao mun­do. Como esse homem conseguirá tanto poder? Sobre isso só podemos especular. Historicamente, muitos ditadores alcançaram o poder utili­zando-se de alguma desventura ou outra sofrida por sua pátria. Hitler, por exemplo, alcançou notoriedade depois do colapso econômico da Alema­nha na década de 1920. Desse modo o Anticristo poderá perfeitamente surgir como o homem que vai conduzir o mundo à prosperidade e à paz depois de alguma catástrofe global. Isso poderia ser um desastre finan­ceiro ou talvez um confronto militar em larga escala que leve o mundo à beira de um holocausto nuclear.
De uma maneira ou de outra, esse homem conquistará poder polí­tico e militar mundial sem precedentes. Não apenas terá ele admirável presença e habilidades de comunicação, terá também o que parece ser poderes mágicos. Dessa maneira ele enganará o mundo inteiro, exceto os eleitos de Deus, que verão a realidade por trás da máscara.
Ele será o líder político mais poderoso e carismático a chegar ao po­der em todos os tempos. Em seu livro Dispensational Truth, Clarence Larkin diz a respeito desse homem:

Ele será um homem complexo. Um homem cujo caráter abrangerá a competência de Nabucodonosor, Alexandre, o Grande e César Au­gusto. Terá a dádiva prodigiosa de conquistar homens impenitentes. O fascínio irresistível de sua personalidade, seus dotes versáteis, sen­satez sobre-humana, grande capacidade administrativa e executiva, juntamente com suas faculdades de consumado adulador, diploma­ta brilhante, estrategista extraordinário farão dele o mais notável e proeminente dos homens. Todos esses talentos lhe serão concedidos, outorgados por Satã, de quem ele será um instrumento.

Esse líder poderosíssimo terá um aliado. No Apocalipse, esse cúm­plice é chamado de "Falso Profeta". Será um homem religioso que dará apoio ao Anticristo. O "Falso Profeta" chefiará um movimento religioso mundial que terá toda a aparência de ser real, mas que será um embus­te. O "Falso Profeta" iludirá muita gente com "sinais e prodígios enga­nosos". Ele terá poderes espirituais extraordinários, os quais, muitos acre­ditarão, originados de Deus. Mas sua fonte de poder será o diabo.
No primeiro século, os discípulos do Messias realizaram muitos "si­nais, milagres e prodígios" em nome de Jesus. Esse homem e seus segui­dores realizarão, igualmente, muitos milagres e prodígios. Mas, de acordo com a Palavra de Deus, estes serão "sinais e prodígios enganosos".
O público em geral está sendo inundado por uma torrente de fil­mes, programas de TV e livros que promovem e apoiam a "magia". Buffy a Caça-Vampiros, O Senhor dos Anéis e Harry Potter são exemplos. Creio que todos esses estão sendo usados para "amaciar o terreno" e preparar as pessoas para a chegada desse líder futuro e seu cúmplice, que iludirão o mundo inteiro com os seus "sinais e prodígios enganosos".
Esse novo movimento religioso terá como base um culto pagão com adesão à astrologia e ao estudo dos sinais do Zodíaco como sua fundamen­tação. Creio, ainda, que já podemos divisar o desabrochar dessa futura sei­ta religiosa com a emergência do movimento Nova Era no mundo inteiro. Porém, não é "novo", porque essa religião é antiga. Suas origens remontam à Babilônia dos tempos do Antigo Testamento e às atividades dos Nephilim.
O sexo desempenhará um papel muito grande nesse novo culto re­ligioso, como também a crença de que todos somos deuses com o poder em nosso interior de fazer a paz com o planeta e restaurá-lo.
Olhemos à nossa volta. A Terra já está cheia dos discípulos do pa­ganismo Nova Era. Vemos isso em toda parte e é a mídia que o impul­sionou, especialmente a televisão.
É uma situação semelhante à de Sodoma e Gomorra antes da des­truição. Ezequiel 16:49 nos dá um vislumbre das condições que prevale­ciam nessas cidades:
Eis que esta foi a iniquidade de Sodoma, tua irmã: soberba, fartu­ra de pão e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas.

Portanto, temos aqui três pecados de Sodoma:
1.Soberba.
2.Fartura de pão.
3.Abundância de ociosidade.

É uma descrição precisa de muitos países do hemisfério ocidental atualmente. Devido a nossa situação de prosperidade, não necessitamos de Iahweh. Somos autossuficientes em fartura de pão e, consequentemente, uma abundância de ociosidade. Aqui não diz "abundância de desemprego". Há uma diferença. Muitos empresários não encontram pessoas capacitadas para ocupar vagas disponíveis, não obstante o fato de que muitos milhões estão desempregados. É porque existe "abundância de ociosidade".
Essas condições predominavam em Sodoma e Gomorra antes de sua destruição. São as condições que o Messias nos advertiu que deveríamos aguardar antes de Sua segunda vinda.
Na antiguidade, o Sol e o pênis eram adorados como os doadores da vida. Em muitos países pagãos, torres ou obeliscos que representa­vam o órgão masculino eram apontados na direção do sol em reconheci­mento das qualidades de doadores de vida que ambos possuíam. O Egito era um centro bem conhecido desses símbolos fálicos. O obelisco que es­tá na Praça de São Pedro em Roma, é o mesmo obelisco que em tempos idos ficava no templo antigo de Heliópolis, que era o centro do paganis­mo egípcio. Foi transportado para Roma a um custo muito alto por Ca­lígula em 37-41 d.C. Tais torres e obeliscos representavam o pênis ereto e eram símbolos pagãos para o culto do sexo.
Há um vazio espiritual no mundo de hoje e as religiões não o estão preenchendo. Devido aos escândalos recentes que abalaram a igreja, o Catolicismo Romano perdeu sua autoridade moral. Como não conhece­mos a Bíblia e temos pouco conhecimento da Palavra de Iahweh, pessoas corretas estão desnorteadas em sua fé. Devido ao fato de muitos sacerdotes terem pouco conhecimento ou crenças nas Escrituras, eles não po­dem apascentar seus rebanhos. Rituais religiosos vazios baseados nas tradições dos homens e nas doutrinas dos homens já não "colam" com os jovens. De modo que o vazio espiritual está sendo preenchido com música, drogas, álcool e sexo.
A desolação espiritual que estamos presenciando no mundo inteiro é a gênese da religião Nova Era, cujo líder será um homem descrito no Apocalipse como o "Falso Profeta".
Ele e o Anticristo conduzirão o mundo a uma era de pretensa paz. Segundo o profeta Daniel, o Anticristo assinará um acordo de paz com Is­rael que garantirá proteção militar a essa nação. Os judeus acreditarão nessa paz e na palavra do Anticristo, mas essa era de paz e prosperidade para o mundo terá curta duração, pois conduzirá a uma guerra que dei­xará milhões de judeus mortos e terminará com a grande batalha final, que será travada pela posse de Jerusalém.
Com a queda do Muro de Berlim e a dissolução do comunismo, a nova palavra da moda é "democracia". Muitos dos líderes políticos in­fluentes e diplomatas estão trabalhando juntos para assegurar paz e pros­peridade para todos. O cenário está sendo montado para revelar um grande líder político que conduzirá o mundo a uma nova era de paz. Mas esse homem será o Anticristo, o filho de Satã, e seu objetivo será a destruição total. No trecho que se segue, o Anticristo é denominado "o ho­mem da iniquidade" e o "iníquo".

Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não aconte­cerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniquidade, o filho da perdição.
O qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Deus ou é objeto de culto, a ponto de assentar-se no santuário de Deus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus. E, agora, sabeis o que o detém, para que ele seja revelado somen­te em ocasião própria.
Com efeito, o mistério da iniquidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém. Então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus ma­tará com o sopro de Sua boca e o destruirá pela manifestação de Sua vinda.
Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo en­gano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos.
2 Tessalonicenses 2:3-4, 6-10

Agora estamos prontos para examinar as profecias do Messias rela­tivas aos últimos dias e os sete anos da Grande Tribulação. Depois, com o conhecimento dos eventos que deverão ocorrer nesses tempos futuros, vamos refletir sobre como poderemos evitar nos tornarmos vítimas des­sas predições apocalípticas.


[1] Para o Webster's Third New International Dictionary of the English Language, o signifi­cado de anti é oposto, contrário, contra, hostil, antagônico, etc. Não há qualquer menção a "em vez de", ou "em lugar de". [N. do T.]

2 comentários:

  1. Apocalink, se o falso profeta será um apóstata,
    podemos afirmar que também será alguém que conheceu a verdadeira palavra, sendo conhecedor do evangelho ?

    ResponderExcluir
  2. ótimo parabens deixou um gostinho de quero mais

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.