terça-feira, 23 de agosto de 2011

PORTAIS PROIBIDOS- Tomo 1: Introdução


Senhoras e Senhores passageiros, a tripulação assentou  e foi dado o sinal para  que "apertem os cintos" . Se você não tiver feito isso, por favor, guarde sua bagagem de mão debaixo do assento á frente de você ou em um compartimento de bagagem. Certifique-se de seu assento está de volta ao local e as bandejas dobráveis ​​estão em sua posição totalmente vertical e travadas.

Você está prestes a embarcar em uma viagem para a qual você não precisará de nenhum bilhete - porque você vai , queira ou não! Todos vamos, quer queiramos ou não.

A ciência está à beira de um avanço quântico, o que trará a existência objetos  e criaturas que nunca vimos,  com habilidades e poderes que não podemos imaginar. O objetivo final desta nova ciência é nada menos que o revolucionário, servindo para transformar e recriar a própria humanidade. Se você está acostumado a pensar em si mesmo como estando no topo da cadeia alimentar ou no degrau final sobre a chamada "escala evolutiva", você pode tirar seu cavalinho da chuva. Está no caminho certo para ser modelo do passado.

Tudo começou inocentemente. Décadas atrás, artigos de jornais começaram a contar a história  do sucesso das experiências dos cientistas  com as culturas híbridas que cresceram mais rapidamente e em condições climáticas adversas,  mais resististentes a pragas   e que rendem mais alimentos por hectare do que se pensava possível. Mais tarde, programas de TV falavam de  inseminação artificial e fertilização em tubo de ensaio, o que permitiu a  casais inférteis experimentarem o milagre da vida. Não muito tempo depois que as histórias foram surgindo na World Wide Web sobre anticorpos monoclonais que prometiam curas para doenças temidas, robôs que parecia e agiam como humanos, e o misterioso Projeto Genoma Humano- um esforço maciço para a engenharia reversa do sistema operacional  do corpo humano. A tecnologia mais imediatamente impactante foi a Web em si - um meio de fácil utilização para conectar pessoas de todo o mundo, não só uns com os outros, mas para um repositório inconcebivelmente grande de conhecimento.

Todos nós vimos estes desenvolvimentos e olhava-mos com espanto para as maravilhas da tecnologia do século 20. Os sonhadores dentre nós começaram a imaginar e escrever sobre uma utopia vindoura. No entanto, alguns à margem começaram a especular que algo mais sinistro poderia estar no horizonte.

Destemida, a nova ciência marchou adiante. Hoje, estamos com a  cabeça cheia de boatos de que está por vir - contos de máquinas de nanotecnologia que voam como insetos ou são capazes de nadar em nosso sangue,  através de nossos corpos e distribuir medicamentos ou destruir as células cancerosas, drogas que fazem os soldados mais fortes, capazes de lutar por dias sem comida ou descansar e matar sem hesitação; lojas e depósitos  inteligentes que rastreiam e automaticamente reordenam seus próprios inventários, e animais usados para crescer órgãos humanos para transplante ou que fotosintetizam sua própria comida.

Algumas dessas coisas nos fazem lembrar dos filmes de ficção científica que temos visto: computadores mestre de xadrez; armas lasers do juízo final;  super  antibióticos contra superbactérias resistentes à drogas, o homem (e mulheres) biônico de "seis milhões de dólares" , apocalíptico banco de sementes  ; robôs reais; máquinas que podem adivinhar o que estamos pensando e antecipar nossos desejos e necessidades; alimentos totalmente sintéticos, e pessoas que nunca  dormem.

Mas às vezes tambem nos lembram  filmes de terror: os assassinos em massa que aparentemente matam uma e outra vez, mas nunca realmente morrem, inexoravelmente zumbis perseguindo e matando suas presas sem emoção, membrosseres desencarnados que rastejam ao redor, tudo em nossas vida sendo monitorado e gravado ,  uso de drogas psicoativas envolvendo viagens fora do corpo, experiências e pesadelos com demônios  e encontros com extraterrestres, e o fenômeno poltergeist  infestando casas que aterrorizando seus ocupantes e fazendo coisas que não podiam sequer imaginar.

Estamos vendo também uma divisão cultural sobre o próximo grande passo: engenharia humana. De um lado estão aqueles que estão preocupados com a humanidade que está começando a brincar de Deus e têm medo das conseqüências. Do outro lado estão aqueles que insistem que se podemos, então devemos. Eles vêem o potencial que os humanos têm para novas e inesperadas habilidades: para levantar grandes pesos, para aumentar sua inteligência mil vezes, para ver, ouvir e conhecer as coisas que estão agora invisíveis, irresolúveis e incognoscíveis, de ler mentes, e viver centenas de anos. Eles vêem as fronteiras e perguntam: "por que não?"

Engenharia genética e muitas outras ciências com implicações bioéticas estão sendo debatidas em todo o mundo, às vezes em silêncio e secretamente, às vezes de maneira veemente e violenta.

Então, onde deve ficar um cristão neste debate? Sabemos que só Deus cria a vida. Ao mesmo tempo, sabemos que a humanidade tem sido envolvida na criação seletiva de plantas e animais, que tem sido muito bom para nós. São estas novas ciências como uma criação a mais ou mais como criação? Em que ponto é que vamos parar de construir máquinas para fazer o nosso pensarem e trabalharem por nós? Até onde devemos traçar a linha?

O fato frio, duro,  é que os cientistas sabem muito mais sobre o trabalho que estão fazendo do que os políticos, que poderiam passar leis que proíbam isso, a luta pela ética e  até mesmo para definir as questões para o debate, os pastores cuja subsistência depende da manutenção de suas congregações  e seus membro mais felizes  do que informados, e do público em geral, que é lamentavelmente deseducado e mal equipado para compreender a tecnologia e suas implicações, e muito menos a sua moralidade.

Para piorar a situação, os banqueiros estão por trás dos cientistas, prontos para  jogarem grandes somas de dinheiro para o avanço seguinte e imensamente lucrativo. Em pé ao lado os banqueiros estão os guerreiros que vêem enorme vantagem militar decorrentes de uma maestria desta ciência estranha, e desgraça para aqueles que fizeram menos que seus inimigos. E nas sombras atrás deles estão aqueles que vêem nessa nova ciência o poder que eles podem usar para unificar e controlar o mundo.

Estes cientistas não são Galileus, Newtons ou Curies, labutando na solidão humilde. Eles são bem pagos e por pessoas com muito prestígio, as organizações financiam a pesquisa,  apoiadas por corporações multinacionais, governos e bancos  ". Pelo chamado ''Complexo industrial -militar "  Embora alguns deles certamente não tenham má intenção , raramente paramos para considerar as implicações de seu trabalho. Na verdade, muitos são altruístas . Eles estão convencidos de que  a sobrevivência do mundo depende de  seu trabalho e que, de alguma forma, tudo vai terminar bem. Eles dormem tranquilos à noite acreditando que aqueles que se opõem a eles são ignorantes, assustados e, provavelmente,  vítimas de seus próprios pensamentos arcaicos,das religiões tacanhas.

Assim, realmente não importa o que os cristãos acham como deva ser o futuro desta ciência, porque  os poderosos já ditaram o resultado. E isso não é bom.

Portanto, se esta nova ciência é predeterminada para trazer o mal, como deve reagir um cristão? Como pode um cristão defender seus entes queridos? A resposta é fazer as mesmas coisas que os cristãos sempre fizeram ao lidar com os obstáculos que o mundo colocado em seus caminhos:

(1) Aumento do conhecimento - Aprender a natureza e a extensão desta nova ciência. Saiba como ela pode se manifestar, sobre as pessoas e organizações envolvidas, o vocabulário, e o que você pode transformar em notícias, atual e factual sobre o assunto.

(2) Aumentar a sabedoria - Saiba o que a Palavra de Deus tem a dizer sobre esta nova ciência. Devemos primeiro entender que o Deus a quem servimos supremamente domina qualquer coisa que nós encontramos em nossas vidas. Em seguida, deve perceber que a Bíblia antecipa cada pedacinho dela e diz-nos exatamente como lidar com ela.

(3) Aumentar a consciência - Aprenda a distinguir quando se deparar com os frutos desta nova ciência, e saber as medidas apropriadas para tirá-la do seu poder.

Relativo ao ponto (1), você vai rapidamente concluir que a Internet é sua amiga. Esta  vai guiá-la para vários notáveis sites de notícias atuais de web   e de perspectivas sobre o atual estado-da-arte nas ciências e tecnologias relevantes. A compreensão de como essa ciência está evoluindo é a chave para identificar qual será o impacto na sua vida e na de seus entes queridos. Esta deve ser a sua missão em curso.

Relativo ao ponto (2), você vai aprender que não há realmente nada de novo novo debaixo do sol. Os escritos da Bíblia e outros históricos revelam que estas mesmas perseguições foram realizadas milhares de anos atrás, em tempos bem diferentes, mas com muitos dos mesmos resultados. Ao ler os capítulos que se seguem, você virá a entender que esta "nova ciência" tem um lado muito obscuro e é provávelmente inspirada em uma visão igualmente sombria para o futuro da humanidade.

Relativa ao ponto (3), você vai conhecer as forças que estão por trás do que em breve estará acontecendo ao seu redor. Esta série vai armá-lo com ferramentas práticas e altamente eficazes para combater cada movimento que essas forças fazem. Vitória pode ser sua,  uma vez que você decida  compreender as questões e nos comprometemos a conquistá-la.

Dito isto, é perfeitamente humano ter medo do que está por vir. É um erro  abordar este assunto com ânimo leve ou arrogante. Os cristãos têm ficado em grandes apuros por estarem  mal preparados. No entanto, o medo não se compatibiliza com  cristianismo nos dias de hoje, e o medo não o levará aonde você precisa ir futuramente.

Então relaxe. Está nas mãos de uma tripulação experiente e habilidosa. O capitão e primeiro oficial sabem voar neste avião e conhecem a rota de seu vôo e a  tomará na palma das suas mãos. Tudo que você precisa fazer é subir a bordo e voaremos juntos. Você vai chegar ao seu destino desejado com a sabedoria, conhecimento e com as ferramentas que você precisa.

Mais uma coisa ... seus olhos estão prestes a serem abertos. Opnião de alguém que acabou de fazer esta viagem.

4 comentários:

  1. Apocalink,vou tentar acompanhar na integra,desde já lhes parabenizo pela intenção colocada aqui:
    sabedoria e conhecimento.
    Não sei se compartilhamos do mesmo ponto de vista mas eu entendo que o temor ao Senhor é o principio da sabedoria e muitos são inteligentes em extremo mas não são sábios,sendo que o sábio,automaticamente é inteligente,mas posso estar equivocado porque ainda me falta muita sabedoria e o meu Q.I é muito limitado(o tico e o teco que os digam...).

    Tô no aguardo e que prosperemos nesse intento !

    ResponderExcluir
  2. excelente postagem uma prova poderia se dizer de que a ignorancia em certas areas podem ser perjudicial ate pro mais entedido na area q exerce... a fortazela de um ehh a ignorancia do outro

    ResponderExcluir
  3. A maioria deles nem acreditam em DEUS; alguns tentam provar que DEUS não existe; outros apenas desenvolvem o trabalho que aprenderam a fazer.

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.