domingo, 10 de julho de 2011

Pastor é detido em São Paulo, após pregar sobre práticas homossexuais

Dr. Zenóbio Fonseca
Foi detido em São Paulo um pastor que pregava sobre práticas homossexuais citando versículos da Bíblia. Ele foi levado para prestar depoimento na delegacia porque um “ouvinte” que passava por ali se sentiu ofendido com as palavras que o pastor dizia e logo chamou a polícia. 
   
A detenção ocorreu em 28 de junho de 2011, por volta das 15h, na Praça da Sé, onde é comum pastores pregarem todos os dias.
Ainda que discordando da forma e do modelo de pregação feita naquele local, o pastor que foi detido estava em seu direito constitucional e liberdade de expressar a sua fé e valores. Mas ele foi impedido de continuar a sua pregação por causa de um ouvinte gay “ofendido”, enquanto a marcha pela maconha, a marcha gay e a marcha das vadias são livres e recebem apoio estatal e liberdade do judiciário, mesmo quando a população fica ofendida.
O PLC 122/06 que criminaliza a homofobia ainda não foi aprovado no Brasil, e os gays “ofendidos” já têm mais direitos do que a população. Se estivesse em vigor, o que os gays “ofendidos” poderiam fazer contra os cristãos?

Um comentário:

  1. Senhor Jesus Cristo, eu oro para que o Senhor volte imediatamente! Não é mais possível suportar essa perversidade que o mundo tem tanto amado, que agora se tornou a coisa certa enquanto que Tuas Leis e Tuas Verdades se tornaram erradas! Bem sei que sobre este povo que pertence à satanás será derramado a Tua ira e que a Tua Justiça será cumprida eternamente, mas clamo para que nestes últimos dias o Senhor possa salvar o máximo de pessoas quanto possível, isto para a Tua glória!

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.