sábado, 28 de maio de 2011

Uma Estrela vai Nascer na Terra

Cientistas que trabalham para o governo americano estão querendo criar uma mini-estrela que irá produzir energia praticamente ilimitada. Eles pretendem fazer isto utilizando o maior laser do mundo, o equivalente a três estadios de futebol, para desencadear uma reação nuclear tão intensa que vai fazer florir uma estrela na superfície da Terra.
.
A estrela surgiria seguindo 4 etapas:
1- Utilizando o maior laser do mundo (de preferencia em um edificio especial, uma fabrica cheia de tubos).
2- Divida os tubos em 192 tubinhos menores, todos apontando para o mesmo ponto.

3- Neste ponto central, estará um pedaço de deutério e trítio, dois isótopos reativos de hidrogênio que podem ser extraídos da agua do mar. Envolva esse átomos em uma cápsula de ouro que é menor que um dedal.
4- Se tudo correr bem a reação resultante será mais quente que o centro do sol (mais de 100 milhões de graus Celsius ) e exercer mais pressão do que 100 bilhões de atmosferas. Isso vai quebrar o isótopos de hidrogênio com tanta força e calor que seus núcleos se fundirão, expulsando energia e nêutrons.
.
Um litro de água do mar poderia fornecer a energia equivalente a 300 galões de gasolina, combustível de 50 copos de água contém a energia equivalente a duas toneladas de carvão.
.
Esta reação é a mesma que alimenta o nosso sol e outras estrelas. O laboratório para evitar a emissão de radiação destes neutrons, conta com paredes de concreto com cerca de 6 metros de largura. Apesar desta reação ultrapassar as condições no centro do sol, ela deverá ser muito pequena e de curta duração. Ela irá medir apenas 5 mícrons, que é várias vezes menor que a largura de um cabelo humano.
.
O teste esta programado para acontecer ainda este ano. Se forem bem sucedidos, os cientistas esperam resolver a crise energética mundial, aproveitando a energia gerada pela mini-estrela.
.
Alguns criticos dizem que o projeto é demasiado caro e teórico. E que o mundo precisa empregar correções existentes para a mudança climática em vez de procurar uma bala de prata tecnológica que venham a ser demasiado caro para a produção comercial de energia de qualquer maneira, disse Thomas B. Cochran , um cientista e físico nuclear na Natural Resources Defense Council, um grupo ambientalista.
.
"Se você quer fazer pesquisa [e] desenvolvimento para atenuar as alterações climáticas, é preciso ter tecnologias que podem ser colocados online em breve", disse. "Nós não temos muito tempo para virar esse jogo."
.
FONTE:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.