quarta-feira, 25 de maio de 2011

Fim do mundo: Erro de aritmética garante mais 5 mêses de vida na Terra

AE - Agência Estado
O evangelista da Califórnia Harold Camping disse ontem que sua profecia sobre o fim do mundo tinha uma defasagem de cinco meses, e afirmou que o Juízo Final chegará na realidade em 21 de outubro, e não em 21 de maio como previsto anteriormente. Camping havia predito que 200 milhões de cristãos seriam levados ao céu no último sábado, antes da destruição da Terra.
Ele afirmou que sentiu-se tão mal quando sua previsão não se tornou realidade que saiu de casa e se refugiou em um motel com a mulher. Sua igreja independente, a Family Radio International, gastou milhões de dólares, muitos deles obtidos com doações de seguidores, em mais de 5 mil cartazes e anúncios sobre o Dia do Juízo Final.
Agora, Camping disse que o Apocalipse será cinco meses mais tarde que 21 de maio, sua data inicial para o fim do mundo. Em 21 de outubro, o mundo deve ser consumido por uma bola de fogo, afirmou. O último sábado foi "um dia invisível do Juízo Final", no qual ocorreu um julgamento espiritual, explicou. "Sempre dissemos que 21 de maio era o dia, mas não compreendemos o significado espiritual", defendeu-se. "O 21 de maio é o dia em que Cristo veio e pôs o mundo sob julgamento".
Não é a primeira vez que o evangelista da rádio cristã teve de explicar o motivo de seus erros. Ele também previu o Apocalipse em 1994, mas na ocasião explicou que houve um erro matemático. Ontem, Camping não conduziu seu programa diário, mas apresentou um comunicado especial à imprensa através de seu escritório. Em 2009, a organização sem fins lucrativos dele, a Family Radio, informou à Receita Federal dos EUA que recebeu US$ 18,3 milhões em doações e tinha bens avaliados em mais de US$ 104 milhões. As informações são da Associated Press.

Por que isso aconteceu? A razão é simples. Disseram em seus corações: "Acerca daquele dia e daquela hora ninguém sabe, nem os anjos do ceu, nem o Filho, mas unicamente o Pai" (Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas), todavia EU SEI!" - Mateus 24:36.
O que me incomoda não são as decepções que sempre advêm de se desacreditar nas palavras de Jesus, mas no esforço intelectual que o falso profeta faz, e mais terrivelmente seus sucessores e asseclas, para justificar os fiascos. Como estudioso dessas bizarrices, as desculpas são do tipo:
1. Acertamos a data mas erramos o acontecimento.
2. Jesus veio sim, mas invisivelmente. Vocês não perceberam?
3. Deus é soberano e mudou de ideia.
4. Erramos na profecia, mas Deus permitiu isso para sermos mais vigilantes. (Ainda vou escrever um livro intitulado A Importância da Falsa Profecia no Aumento da Vigilância Cristã).
5. Erramos, mas foi uma tentativa sincera de ver o cumprimento das Escrituras. (Ainda vou escrever outro livro intitulado Pequenas Profetadas, Grandes Desejos.)
6. Não fizemos profecia coisa nenhuma. Apenas interpretamos errado os textos que falam sobre o futuro.
7. Nós erramos, mas os outros erraram e erram também. (Típico do menino arteiro que chega em casa e sabendo que vai apanhar, diz: "Papai, eu cuspi na janela do vizinho, mas o Pedrinho também fez o mesmo".)
8. O fim do mundo começou naquela data, e o mundo está acabando aos poucos.
Quanto ao falso-profeta da vez, Harold Camping, da seita Family Stations, terão que saborear mais um fim sem começo. Espalharam em muitas cidades outdoors anunciando o ladrão com hora marcada, sendo que o marcado é o ladrão - o autor da roubada. Espero que os adeptos dessa seita não reajam como os daquelas acima, que dão a sua pele suada e sua testa coçada para justificarem os erros de quem um dia ousou dar uma de sabidão e alardeou: EU SEI! 
FONTE 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.