sexta-feira, 27 de maio de 2011

Adolescente russa se mata com medo da previsão de Harold Camping

Em seu diário a jovem escreveu que estava se matando para não sofrer na Terra 

Adolescente russa se mata com medo da previsão de Harold Camping
De acordo com um jornal russo, uma adolescente de 14 anos, moradora da República Mari El, na Rússia Central, cometeu suicídio no dia 21 de maio, por acreditar nas previsões de Harold Camping.
Nastya Zachinova escreveu em seu diário que não seria arrebatada por não ser uma pessoa boa e não queria ficar na Terra sofrendo.
Na previsão do líder da Family Radio o dia 21 de maio seria o dia do arrebatamento e quem não fosse levado passaria por dias terríveis até que no dia 21 de outubro o mundo seria destruído.
“Nós não somos as pessoas justas, somente eles irão ir para o céu, e os outros ficarão aqui na Terra para passar por terríveis sofrimentos,” escreveu a jovem que ainda explicou sua decisão. “Eu não quero morrer como os outros. Por isso é que eu vou morrer agora.”
Segundo informações da Agência Estatal de Notícias, RIA Novosti, a menina se enforcou.
Na segunda-feira, Camping falou aos jornalistas sobre sua previsão errada e um repórter informou ao radialista da notícia que a mãe tinha tentado se matar e duas crianças porque ela acreditou em seus ensinamentos do dia do julgamento de 21 de maio.
Quando Camping ouviu que a mãe não teve sucesso, ele disse que ele se sentiu aliviado.
“Assassinato é terrível. é contrário a qualquer coisa que a Bíblia ensina,” disse o pastor de 89 anos. “Isso teria sido algo terrível se ela tivesse feito. A Bíblia ensina que nós temos que salvar vidas, não matar.”
Quando pressionado pelo repórter sobre se ele iria aceitar a “responsabilidade por isso,” Camping respondeu que não.
“Eu não tenho qualquer responsabilidade. Eu não posso ter responsabilidade pela vida de ninguém. Eu estou somente ensinando a Bíblia,” disparou ele de volta.

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.