sexta-feira, 11 de março de 2011

SUPER TERREMOTO/TSUNAMI ATINGE O JAPÃO(8,9 é o 7º maior da história)

 JESUS PREVIU:

''E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu.''( Lucas 21:11-Bíblia Sagrada)

E está acontecendo...

Ao menos 60 morreram no país, e costa do Pacífico teme ondas gigantes.
Abalo de magnitude 8,9 é o 7º maior da história, segundo agência dos EUA.

 

 

 

O terremoto de 8,9 na escala Richter que atingiu a costa do Japão nesta sexta-feira (11), seguido por um enorme tsunami, já deixou 60 mortos e 56 desaparecidos, informou a agência de notícias France Presse, citando o novo balanço da polícia nacional.

Além disso, 241 pessoas estão feridas, de acordo com a mesma fonte. A rede privada Nippon TV, por sua vez, indicou 66 mortos.
De acordo com o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS), o tremor ocorreu às 14h46 (02h46 de Brasília) a 25 km de profundidade.
A agência de meteorologia japonesa, por sua vez, afirmou que o terremoto aconteceu a pouco mais de 100 km da costa nordeste da ilha de Honshu, e foi o mais violento a atingir o país.


A agência japonesa e o instituto americano, entretanto, divergem quanto à magnitude e profundidade do sismo: enquanto o USGS reportou um terremoto de magnitude 8,9 a 24,4 km de profundidade, a agência de meteorologia indicou magnitude 8,8 e cerca de 10 km de profundidade.

Os americanos fizeram um alerta claro em relação ao impacto que um tremor do gênero pode ter.
- Um terremoto desta magnitude tem o potencial de gerar um tsunami devastador, capaz de atingir a costa próxima em poucos minutos e regiões mais afastadas em questão de horas.
As vítimas do desastre incluem um homem de 67 anos, esmagado por uma parede, e uma idosa, atingida pelo teto da própria casa, que desabou, ambos na região de Tóquio.
Outras três pessoas morreram soterradas dentro de casa em Ibaraki, a nordeste da capital.

 

A polícia de Iwate, perto do epicentro, confirmou a morte de pelo menos dez habitantes.
Capital do Japão ficou sem luz e teve zona portuária inundada
Na capital Tóquio, cerca de 4 milhões de pessoas estão sem eletricidade, e a zona portuária foi inundada.
As autoridades enviaram aviões e navios para a costa de Miyagi, área mais atingida pela catástrofe, segundo veículos locais.
O tsunami, cujas ondas atingiram 10 metros de altura, arrasou a costa de Sendai, no nordeste do país.
O aeroporto da região de Miyagi (cuja capital é Sendai), teve a pista inundada.
O parque temático da Disney, localizado em Chiba, a alguns quilômetros de Tóquio, também foi atingido pelas ondas gigantes.
Um gigantesco incêndio foi provocado na refinaria da cidade de Iichihara, na região de Tóquio, segundo imagens da televisão local.
O primeiro-ministro, Naoto Kan, disse que o terremoto não provocou vazamentos radioativos nas centrais nucleares do país.
Um funcionário de Kurihara, cidade duramente afetada pelo sismo, na região de Kurihara, descreveu o momento do impacto.
- O tremor foi tão forte que precisamos nos agarrar ao que podíamos para não cair. Não podíamos fugir, porque os tremores continuavam.
Tsunamis ameaçam toda a região do pacífico
O USGS alertou para o risco de novos tsunamis em quase todo o oceano Pacífico, da Austrália à América do Sul e Central.
O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico, por sua vez, incluiu em seu alerta o estado americano do Havaí, Austrália, Nova Zelândia e toda a costa sul e centro-americana no Oceano Pacífico.
Nas Filipinas, as autoridades ordenaram, via o Conselho de Gestão de Riscos Naturais, nesta sexta-feira o esvaziamento total da costa do Pacífico, orientando a população a fugir para o interior.
- Recomendamos insistentemente às pessoas cujas moradias estejam situadas perto da zona costeira sobre o Oceano Pacífico que sigam para o interior do território.

Sismólogos advertiram que ondas de aproximadamente um metro de altura podem chegar à costa filipina.
- Essas ondas podem continuar durante várias horas.
Na Indonésia, as autoridades emitiram um alerta de tsunami para todo o leste do país, principalmente na Papua e nas Ilhas Molucas.
No Havaí, as sirenes de alerta começaram a soar às 09h59 (04h59 em Brasília) para ordenar a retirada da zona costeira. Estima-se que as primeiras ondas cheguem ao arquipélago às 14h55 (09h55 em Brasília).
John Cummings, funcionário do Departamento de Gerenciamento de Emergências de Honolulu, deu detalhes da operação.
- Temos quatro horas para esvaziar a linha costeira. Parece que isto será muito sério.
O Havaí fica a 6.400 km a leste do epicentro do terremoto.
As autoridades retiram os moradores das zonas de risco com ônibus, e já começam a instalar abrigos provisórios para os refugiados.


Foto:

Terremoto no Japão


Kyodo/Reuters
Carros e aviões entre os escombros no Aeroporto de Sendai, após terremoto no nordeste do Japão

Yomiuri/Reuters
Casas e carros são arrastados para o mar na cidade de Kesennuma após terremoto atingir o nordeste do Japão





Repórter da Record registra pânico de japoneses durante tremor nesta sexta


O repórter André Tal estava na região no momento do abalo, que aconteceu nesta sexta-feira (11) durante a tarde no horário local - madrugada brasileira. Após o tremor, alertas de tsunami foram enviados para mais de 20 países, incluindo Austrália e Chile.

4 comentários:

  1. Infelizmente nem todos acreditam no que esta por vir, espero que ao menos estejam preparados quando a hora chegar!

    Muito bom o seu blog!

    espero que esteja se preparando.

    Vivi Barra

    ResponderExcluir
  2. Estou me preparando, a luta é ferrenha, o blog é uma ferramenta de propagação da verdade, atingimos mensalmente 40 mil pessoas...

    ResponderExcluir
  3. Essa noticia deve ter sido postada bem quente mesmo já que já são mais de 2000 mortos e os numeros apontam para 10.000 mortos. Isso instanteaneamente!

    ResponderExcluir
  4. Cristo está voltando, não mais brevemente, mas imediatamente!

    ResponderExcluir

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.