sábado, 23 de maio de 2009

VÍCIO RELIGIOSO


"Não importa a Palavra minhas experiências espirituais falam mais alto".
"Xô Bíblia, suas argumentaçõs nada podem contra minhas experiências espirituais".

Um vício enraizado nos corações dos sincretistas pragmatistas


Quando as experiências espirituais se tornam um vício e é preciso buscar de tudo para alimentá-lo, a heresia se torna inevitável e a desgraça certa.

“Ninguém vos domine a seu bel-prazer, com pretexto de humildade e culto dos anjos, metendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão,” Cl 2:18

Dr. Robert Thomas, professor do conceituado Seminário Master (EUA) disse:


“As pessoas não se tornam heréticas de uma vez; isso acontece gradualmente. Elas não fazem isso intencionalmente, na maioria das vezes. Deslizam para a heresia através do relaxamento no manusear a palavra da verdade...Tudo o que é necessário para tomar o caminho da heresia é uma ansiedade por algo novo diferente, uma idéia nova, juntamente com uma certa preguiça, descuido ou falta de exatidão no manusear a verdade de Deus” – (Precision as God’s Will for My Life” Panorama City, CA, The Master’s Seminary, 1989).

A imprecisão doutrinária a “preguicite mental” quanto ao estudo das Sagradas Escrituras colocam as pessoas como vitimas em potencial destas seitas, heresias e das ‘novas experiências’.

Estamos vendo a cada dia uma ansiedade por novidades, as pessoas querem um tal de “algo mais”:

Mais unção, mais poder, mais vida, mais profecia, mais revelação, mais unção, mais novidade, mais unção (rsrs, a repetição é proposital), mais choro, mais gritos, mais unção, mais danças, mais shows, tudo para saciar o vício desenfreado que adquiriram, assim, sempre mais.


A Bíblia já não é suficiente, estamos contemplando um “Evangelho Segundo escreveu os Santos Evangélicos”. Um “Quinto Evangelho”, só que esse realmente está sendo escrito por “homens”.


Existe um fascínio por novidades e conversões que levam ao delírio e muitos estão fascinados por conversões dramáticas, ou de homens ou mulheres ‘importantes’ como se o amor de Deus para com do ‘Zé Fulano’ fosse menos importante que o amor por alguma ‘celebridade’.

Esse evangelho de experiências tem perna curta e leva as pessoas ao desacreditarem de que existe uma verdade absoluta, a Palavra de Deus. Ela é a Verdade, exclusivista, inegociável e absoluta.


Todas as conversões realizadas pela exposição da Palavra levam ao arrependimento, ao abandono da velha vida e a santidade prática, são duradouras porque traz à razão e ao entendimento (Rm 12.2).


Quando as experiências se tornam um vício as pessoas sempre veem uma porta escancarada para novas descobertas, daí os OVNs, as visões, as induções ao suicídio.... Estão sempre em busca de algo novo, algum orador eloqüente e inteligente, um profeta, uma bruxa, um astrólogo, um cantor emocionante, lugares onde há especulações proféticas, testemunhos que fortemente mexem com suas emoções; agem semelhantemente ao toxicômano que tem necessidade de aumentar o consumo da droga (aumentar a dose) para prolongar seu estado de euforia. As visitas aos ‘montes’ ou aos lugares idolatrados...


Começamos a ver e ouvir sobre rosa ungida, caixões de defuntos para sepultar pecados, sal grosso, arca da aliança, corredor dos 318, fogueira santa, óleo de Israel, água do rio Jordão (é impressionante, todos que vão ali se rebatizam, seria algo místico????), sabonete com extrato de arruda, carta com pedido de oração para ser queimado em Israel, (até Marcos Feliz-se-dando está nessa onda ‘lucrativa’), terapia do amor.....

São verdadeiras “mandingas” para saciar o vício dessa plebe que rejeita a Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus, se esquecem que “a exposição das tuas Palavras dá luz e entendimento aos símplices”, Sl 119.


O que é? A Bíblia não basta?


Entraremos às heresias?

Entraremos nesse fascínio em busca do oculto, do místico, do outro mundo?


Aceitaremos tudo isso para não sermos tropeço ao mundo?
Sou Bereiano (pra quem já sabe o significado da palavra), não aceito e não posso aceitar esse abandono e essa afronta contra a Palavra de Deus.

Não sou viciado e nem fico a “cata” de experiências para satisfazer vício.
Bereiano
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, note que os comentários são moderados e que todos
os spams, insultos, proselitismo e discursos de ódio serão removidos.